Corpo e Mente
Responsabilidade não é virtude, é obrigação humana...

Responsabilidade não é virtude, é obrigação humana...

... escrever sobre isso de novo pode parecer saturação mental... mas água mole em pedra dura...


Tenho tentado estimular o bom senso e a responsabilidade de “orientadores” alternativos, holísticos ou esotéricos, porém acho que não estou sendo bem sucedido, ou, os “profissionais” da área não têm o hábito de ler o que existe de informativo sério, como o Jornal O Legado, que é eficientemente distribuído em São Paulo e atualmente em vários municípios adjacentes.


Eu nunca tive pretensão de ser o dono da verdade, só tenho a intenção de “também, como “cliente”, alterar sobre absurdos cometidos por orientadores que “ensinam” o que não sabem explicar como funciona e porque funciona”.


O automatismo está tão enraizado nos meios alternativos que chega a ser ridículo e extremamente irresponsável.


Não adianta querer ensinar a um peão roceiro a tocar corretamente um piano, pois ele por mais boa vontade que venha a ter, não conseguirá ser bem sucedido, não por ser incapaz e sim porque o segmento de vida a que está proposto não se compatibiliza com a nova proposta.


Está difícil. Então vamos lá:
Uma senhora, um senhor ou uma pessoa qualquer que não conseguiu se realizar em algum segmento profissional, técnico ou acadêmico, decide se inscrever em um “cursinho” alternativo e passa a se dedicar a essas práticas para se ajudar ou aos seus parentes e vizinhos, até quando passar a atender como um “terapeuta” para ganhar “algum a mais”.


A iniciativa de aprender algo novo é louvável, porém a avaliação sobre a aptidão, capacidade e cultura para exercer uma nova atividade não é levado a sério, nem por auto-análise, nem por estímulo de seu “orientador” o que é lamentável.


Qualquer cursinho de “fim de semana”, “atropelante” e precário está transformando pessoas em terapeutas “inaptos” a interferirem na saúde física e psicológica de seus “clientes”.


O comportamento dos tais “formandos” em terapias complementares é erroneamente estimulado por “falsos orientadores”, que convencem os seus “alunos” a acreditarem que passaram a adquirir propriedades ou faculdades excepcionais por terem “aprendido”, mesmo que básica e precariamente, técnicas da “nova era”.


As pessoas que pretendem “aprender” a se dedicar “a aprender” as várias técnicas de diagnóstico e terapias complementares deveriam usar de bom senso e escolherem melhores suas aptidões e seus professores, às vezes, aquele que está em evidência nas mídias, não é o melhor.


A mídia divulga os que se destacam porque pagam por isto, e não, por que a própria mídia os selecionou como os melhores.


Quando “ouvimos”, “lemos” ou “assistimos” alguém das áreas alternativa, holística, complementar ou esotérica, expor seu belíssimo discurso sobre as atividades que pratica, temos a obrigação de avaliarmos o que está sendo exposto com o máximo de bom senso e seriedade e não engolirmos qualquer “paparocada” como um novo conceito revolucionário com poderes inquestionáveis.


Não quero generalizar nada, mesmo porque conheço vários profissionais sérios e competentes que usam das mídias para divulgarem seus trabalhos e institutos, porém, estes se contam nos dedos. A maioria é para seus clientes.


A capacidade de um profissional se avalia pelo professor que teve pelo tempo que milita no seu segmento, definição clara da disciplina que defende a clareza na exposição técnica que compõe o segmento, firmeza na explanação da matéria em questão, com dados técnicos estáticos e científicos comprovado.


Idoneidade, seriedade, honestidade e humanismo, tudo coadjuvante da alta espiritualidade.


Temos por obrigação, pela própria necessidade da evolução da espécie humana, de sermos sérios, e isto com Deus ou sem ele!

 

Continuo cricrizando !!!

 

Quem é sério cresce e permanece!

 

“Eu estou e sempre estarei ligado! ....”

 

N.R. Procure sempre um terapeuta formado, diplomado e sindicalizado

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Jony Caffi – POR DR. HOLÍSTICO - O CRICRI ALTERNATIVO - 11/05

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo