Corpo e Mente
Mel: A saúde que vem das abelhas

Mel: A saúde que vem das abelhas

A apiprofilaxia e a apiterapia se unem a serviço da saúde humana e da popularização de conhecimentos indispensáveis no dia-a-dia de todos os que sabem, como o filósofo Schopenhauer, que "nove décimas partes da felicidade se baseiam na saúde".

O mel segundo documentos da Antigüidade, era utilizado como remédio nos tempos mais remotos por quase todos os povos. Notícias a seu respeito aparecem em desenhos de cavernas e em papiros antigos, com receitas para diversas curas, para se conseguir longevidade, para a conservação de frutas e carnes. Era utilizado ainda em oferendas aos deuses e na preservação de múmias.

É o produto no qual a natureza concentrou para nós os seus dons mais preciosos. É produzido pelas abelhas a partir do néctar que coletam das flores. Cada um de nós certamente observou as abelhas rodopiando sobre as flores e recolhendo gotículas de néctar.

Para preparar 100 gramas de mel, as abelhas devem visitar cerca de 1 milhão de flores, contribuindo assim com aproximadamente 80 por cento da polinização.

Apontado com um dos mais completos e nutritivos alimentos de origem vegetal, o mel tem, em sua composição, levulose, glicose, frutose, pequena quantidade de sacarose, enzimas, íons vitais ao organismo, cálcio, cloro, cobre, enxofre, ferro, fósforo, magnésio, manganês, potássio, silício, sódio, óleos vegetais, rutina (substância que auxilia no reforço das paredes dos vasos sangüíneos), substâncias ácidas (indispensáveis, pois asseguram sua conservação) e vitaminas: A (protege os tecidos epiteliais das vias respiratórias, vias urogenitais, tudo digestivo e conjuntiva ocular, tornando-os resistente a infecções), complexo B, vitamina C (fator importante para o mecanismo da respiração celular e também na resistência a infecções), D e K, esta última com ação anti-hemorrágica.

É surpreendente o valor vitamínico do mel, 1 quilo do produto é equivalente a 50 ovos, ou 25 bananas; 5,6 litros de leite, 1,7 quilos de carne bovina, 2,6 quilos de carne de peixe, 5,4 quilos de maçã, 40 laranjas, 900 gramas de cenoura, 750 gramas de queijo, 4,5 quilos de ervilha ou 4,2 quilos de uva.

Outra importante característica do mel é não fermentar no estômago e ser absorvido facilmente; portanto, não causa a obesidade. Daí seu valor no combate à acidez estomacal e a distúrbios gástricos em geral. É também recomendado nos caos de anemia, asma, broncopneumonia, bronquite, gripe, rouquidão, tosse e até deficiências cardíacas.

O poder bactericida do mel, aliado às suas virtudes laxativas, talvez explique a longevidade dos apicultores profissionais e dos que fazem largo uso do produto, como os habitantes do Cáucaso, onde é comum encontrarem-se pessoas centenárias.

Existem diversos tipos de mel, de cores e sabores diferentes, de acordo com a flor da qual a abelha retira o néctar.

A cor do produto pode alterar-se com facilidade: torna-se mais clara quando ele cristaliza, e mais escura quando ele é aquecido. Não há diferenças fundamentais entre o mel líquido e o cristalizado; eles conservam o mesmo valor nutritivo. Todo mel maduro e puro tende a cristalizar-se naturalmente.

A cristalização é relativamente rápida, dependendo da concentração de açucares das flores, da altitude e da estação. Ela ocorre a uma temperatura entre 10ºC e 20ºC. Mel puro cristaliza; mel impuro açucara.

Para fazê-lo retornar ao estado líquido, basta aquecê-lo por alguns minutos em banho-maria, sem tampa. Não se pode deixá-lo ferver, senão ele perde as propriedades nutritivas.

O mel e os diabéticos

Há quem diga que, por ser um produto natural, o uso do mel é permitido aos diabéticos. Essa afirmação é discutível: de fato o mel é rico em levulose (frutose), cuja assimilação não requer a intervenção de insulina, mas é igualmente rico em glicose, contra indicada no regime de diabéticos, assim como a sacarose. Portanto, é necessário cautela.

Própolis

Os povos antigos conheciam muito bem as propriedades desse fantástico produto: os egípcios usavam a própolis para fazer o embalsamamento de múmias, e os gregos utilizavam-na para tratar de ferimentos de guerra, provocados por flechas envenenadas. A própolis é uma substância resinosa extraída pelas abelhas da casca de árvores e de pétalas e sépalas das flores. Em muitos países a própolis é utilizada como antibiótico natural no tratamento de complicações das vias respiratórias, eczemas, bronquites, tuberculose, asma e como cicatrizante geral da pele. Até no câncer os pesquisadores têm conseguido bons resultados.

Pólen

As abelhas carregam nas patas o pólen recolhido das flores, e uma rede, colocada pelos apicultores na entrada da colméia, se encarrega de retê-lo. O pólen, que contém elementos fundamentais para a vida dos organismos vegetais e animais, é indispensável às abelhas, para a manutenção da colméia e para a elaboração da cera.

Análises de laboratório identificaram, até hoje, mais de 50 substâncias ativas no pólen com ampla ação no organismo do homem, que atuam como calmante, ajudam no crescimento e no desenvolvimento, desenvolvem o apetite, auxiliam no combate a insônia e da fadiga intelectual e é fortificante geral, entre outras propriedades.

Geléia real

É um produto natural, secretado pelas abelhas jovens para alimentar as larvas e a rainha.

Não se conhece na biologia e na medicina outra substância com semelhante efeito sobre o crescimento, longevidade e reprodução das espécies.

As substâncias concentradas na geléia real, com poder altamente restaurador, facilitam o metabolismo intracelular, reforça o organismo fatigado e permite a prevenção de doenças infecciosas. Tem ação preventiva contra o envelhecimento precoce de órgãos e pele. Na qualidade de um superalimento, é muito eficaz nos casos de anemia.

Euforizante, ela deve ser consumida por pessoas neurastênicas, depressivas, hipertensas, impotentes e astênicas. O mais nobre alimento da colméia equilibra o sistema nervoso central e age como eficiente antiestressante.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2017
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
  • Perfil
  • Público alvo
  • Publicidade
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo