Corpo e Mente
Rapidinhas
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
Transtorno do pânico uma visão alquímica

Transtorno do pânico uma visão alquímica

 

O que é o Transtorno do Pânico?

É o nome atribuído pela Psiquiatria a um quadro que se caracteriza por crises de ansiedade muito intensas. São crises que acontecem sem a existência de um objeto ou situação especifica que a provoquem. No seu auge, a pessoa tem a sensação de morte iminente, ou de que vai enlouquecer, provocada por manifestações físicas como palpitação, tontura, dor no peito, sensação de sufocamento, transpiração profunda, sensação de desmaio, etc. As vezes se desenvolve um quadro secundário que é chamado de agorafobia, que é o receio de lugares públicos, onde pode ser difícil conseguir assistência rápida ou de onde não se possa sair com facilidade. É comum o paciente desenvolver fobias a locais onde já teve crises.
Com o passar do tempo essas pessoas vão tendo suas vidas e a de suas famílias profundamente alteradas, pois chegam a não enfrentar mais nada sozinhas, nem mesmo as situações normais do dia-a-dia.
E o fantasma vai ficando cada vez maior, deixando essas pessoas atormentadas, sem ver uma saída para que suas vidas voltem ao normal.
Existem muitos outros quadros semelhantes, com outros diagnósticos, e que muitas vezes se confundem com este quadro clássico. São as Doenças Ansiosas.
Há varias teorias para explicar esses quadros, mas nenhuma delas é conclusiva. Observa-se também a alta incidência em pessoas de uma mesma família e a associação muito freqüente do alcoolismo, o uso de drogas, o prolapso de válvula mitral e a depressão.
O tratamento medicamentoso básico é com anti-depressivos, que melhoram os pacientes, pois ajudam a diminuir a liberação de adrenalina, a principal responsável pelo quadro; e a psicoterapia, que ajuda o paciente a se fortalecer para enfrentar as crises.
Dentro das terapias energéticas, podemos usar a meditação homeopática, medicamentos florais, a acupuntura, o Jin Shin Jyutsu, com grande ajuda para os pacientes.
A avaliação e compreensão é sempre energética, dentro da concepção do homem como ser multidimencional, que possui corpos energéticos como características especificas de expressão ao nível concreto.#P#
Os três corpos, chamados da personalidade, que são o físico, o emocional e o mental, funcionam, na realidade, como um só e em profunda conexão com o astral planetário, que é o corpo emocional da terra.
Estamos imersos nesse astral e respondemos a ele através de nossos corpos que têm características próprias herdadas de nossos antepassados, ou adquiridas durante a vida, pela educação, experiências etc.
Essas pessoas, com características de hipersencibilidade que se expressa como pânico, fobia ou ansiedade têm uma coisa em comum, a um nível energético, que é quase como uma permeabilidade maior que o habitual a tudo que ocorre no mundo. Não só à sua volta, mas todo o planeta. Essa sensibilidade provoca a sensação de um perigo iminente. É como se você sentisse permanentemente que algo ruim está para acontecer, um perigo no ar.
Essa sensação vai provocar uma grande agitação ao nível do corpo emocional, que é a primeira camada que está ao redor do corpo físico e que se expressa com vórtices de energia, como redemoinhos que crescem e se multiplicam, gerando duas conseqüências imediatas: em primeiro lugar, a mente linear, como não pode entender, cataloga o que está acontecendo, acredita que o perigo é real e pessoal e dá mais energia ao emocional agitado; em segundo lugar, essa sensação de perigo dispara mecanismos automáticos no corpo com a liberação de adrenalina, nor-adrenalina e outras substâncias que vão provocar os sintomas físicos de taquicardias, dificuldade para respirar, tontura, transpiração, etc. As mesmas sensações que existem quando o perigo é real. Você está diante de um tigre no meio da selva e precisa salvar sua vida!
O perigo é real, mas não é pessoal. Nós estamos verdadeiramente, o tempo todo, em contato com essas forças do astral, que são geradas em todo o planeta como formas-pensamentos altamente negativas, violência, pornografia, satanismo, etc. Todos estamos imersos nesse mar, que é o astral planetário. Porém só alguns sentem profundamente em seu corpo e em suas emoções, dia e noite!
E, ao mesmo tempo que se sentem essas forças astrais tão pesadas, têm também uma abertura, uma percepção maior das vibrações mais altas, mais sutis, que não podem ser conectadas no dia-a-dia porque o barulho, a poluição do mental e emocional agitados não permitem. É como se quiséssemos ouvir uma música sutilíssima simultaneamente, a uma banda heavy mental a todo volume. As duas podem estar tocando, mas só ouvimos a mais barulhenta.
Essa sensibilidade é como se fosse um chamado especial para um refinamento, para um crescimento ao nível do que chamamos espírito. Pois só vemos uma forma de superar esses quadros, esses sintomas, que é a reeducação carinhosa da mente linear e do corpo emocional, com o fortalecimento do corpo físico, para que possamos encontrar o caminho do coração. Sair do FAZER e entrar no SER.
Entrar nesse centro, nessa presença interior e manter nosso foco aí, aonde está tocando aquela música sutil. Nesse centro, o fogo das paixões começa a tornar-se luz, pois nosso foco sai dos dramas individuais e começa o processo de queima, de consumpção, e a criação efetiva da câmara alquimíca, que é o centro cardíaco, o coração que compreende. Para os sufis a plenitude, para os budistas, o vazio.
Existem muitas pessoas com essas características, dentro do caminho espiritual. São pessoas que ouviram claramente essa vozinha lá no fundo do seu coração e começaram a buscar dentro de si mesmas essa paz, esse silêncio que tudo contém.
Porém, não existe o remédio milagroso, a pílula que eu engulo e me livra para sempre desses sintomas tão incômodos.
Existe, sim, um caminho de autoconsciência, práticas que podem ser aprendidas e são desenvolvidas para elevar e manter a freqüência vibracional de nosso corpo, permitindo manter-nos acima desses dramas individuais, ao mesmo tempo que compreendermos e alcançarmos nossa humanidade.
Só começando a trilhar no dia-a-dia esse caminho do coração é que podemos aprender a fazê-lo. Traremos a luz para dentro da matéria. Faremos a suprema ALQUIMIA.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150

Autoria

Dra. Regina Luiza Barossi Garcia - Médica Homeopata - membro da equipe do Centro de Alquimia Interior

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo