Corpo e Mente
Rapidinhas
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
Sulphur - Caso Clínico Veterinário

Sulphur - Caso Clínico Veterinário

A proprietária de Honey (gato persa, nascido em setembro de 1990) veio ao consultório em absurdo desespero. Uma pessoa que gosta muito de animais, sem preconceito de espécie, pois tem cães e gatos assume a alimentação das aves que habitam as redondezas.

Um sonho antigo era ter um gato persa, lindo, peludo e principalmente carinhoso, sempre disposto a dar e a receber afeto. "Seria como o seu gatinho de colo".

Com este intuito é que Honey foi levado para sua nova casa, já apresentando, porém, uma otite negra ceruminosa, pruriginosa. Ao iniciar um tratamento, sua dona percebeu que suas conseqüências, haviam sido terríveis: Honey começou a ter lesões pelo corpo todo, passava o dia todo coçando e foi se afastando das pessoas.

De um gato brincalhão restou apenas um gato apático que não se importava com todo afeto que recebia. A proprietária havia perdido duplamente Honey, tanto física (o aspecto era terrível) como emocionalmente.

Não havia em seu corpo uma área saudável; a alopécia era generalizada, as lesões sangravam pelo constante roçar das unhas para se coçar. Parecia uma fonte de calor pois sentíamos a sua hipertemia (temperatura 41,2 C); no abdômen havia diversos gânglios hipertrofiados com aproximadamente 5 cm de diâmetro, a ânus hiperêmico.

Mas ao avaliar quem era Honey, soubemos que de um gato alegre restou apenas a tristeza do seu sofrimento. Não suporta ficar em companhia; quando está sozinho até pára de coçar, porém quando há pessoas por perto o prurido é mais intenso.

Foge das pessoas, mesmo as da casa, para sentir-se melhor; não suporta entrar dentro de casa, piora. Coça e sangra todas as lesões. Não se relaciona com ninguém, nem com outros gatos, cães ou pessoas da família.

Sempre muito sedento até a comida gosta que esteja misturada com água, como uma sopa; e se o alimento estiver quente não come mesmo que esteja com muita fome. Espera que esfrie, no entanto se for retirado da geladeira aceita-o avidamente. A proprietária percebeu que aceita até ração guardada na geladeira.

REPERTORIZANDO:

1. Só melhora estando sozinho (não se coça) 15,2

2. Escapa (sempre foge das pessoas, mesmo em casa) 28,2

3. Calor da habitação agrava (prefere ficar fora de casa, coça menos fora de casa) 323,1

4. Comida líquida (sempre come bem melhor quando o alimento é o tipo sopa) 323,1

5. Comida caliente agr (não come comida quente, espera esfriar e se tiver gelada come muito melhor) 818,3

6. Rubor, do ânus 399,1

O medicamento elegido foi Sulphur, recebeu uma dose de CH200. Em duas semanas saiu do isolamento, entra dentro da casa permanece ao redor da proprietária, e a febre, os gânglios diminuíram.

Começa a se "enroscar" para pedir afeto e comida. A pelugem cresce toda, e não há gânglios há três meses. Restam poucas lesões e recebe nova medicação Sulphur CH 210. Com seis meses de tratamento é convidado para ser fotografado numa propaganda e aceita o convite! O Honey belo, social, carinhoso estava resgatado.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150

Autoria

Texto de: Maria do Carmo Arenales - Médica veterinária homeopata

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo