Corpo e Mente
BodyTalk System - Tecnologia do Terceiro Milênio para  o cuidado da saúde

BodyTalk System - Tecnologia do Terceiro Milênio para o cuidado da saúde

Estamos diante de um momento de grandes transformações no mundo todo. A cada dia surgem novas idéias a respeito de coisas que pensávamos impossíveis de mudar. Ondas criativas emergem cada vez mais freqüentemente, modificando nossas vidas nos mais diferentes aspectos: como nos comunicamos, como nos relacionamos, como nos divertimos, como gerenciamos nossas vidas, como aprendemos, como acessamos as informações disponíveis.

O rápido desenvolvimento da tecnologia neste milênio nos permite uma conexão global, instantânea, fora dos padrões de tempo e espaço com os quais estávamos acostumados no milênio passado.

A visão de mundo cartesiana, que separou todas as coisas e nos moldou com a idéia de que, coletando informações precisas sobre as partes nos daria a compreensão sobre o funcionamento do todo, não mais atende às necessidades de explicação do funcionamento do mundo atual. Hoje está embutida em nossa consciência a idéia de inter-conectividade e comunicação multidimensional.

Esta nova mentalidade está se estendendo por cada vez mais áreas de nossas vidas. Então, porque não abraçarmos também este novo paradigma na maneira pela qual escolhemos cuidar de nossa saúde?

O modelo de medicina corrente, baseado no modelo cartesiano, nos permitiu avanços inimagináveis na medicina e um conhecimento profundo e detalhado de todas as estruturas, até a menor delas, porém nos foi tirando a perspectiva do todo, do organismo conectado e interligado. Com a participação de outras áreas da ciência e do desenvolvimento tecnológico, a medicina é capaz de grandes façanhas, cirurgias de alta precisão e exames minuciosos, ferramentas de grande utilidade e valor. Perdeu-se o aspecto humano e a possibilidade de uma interação médico-paciente que se utilize não só do intelecto, mas do coração também, a fim de compreender o que está se passando com seu paciente.

A pessoa que está sendo cuidada está sendo tratada e tem que ser paciente. É colocada à margem do processo e numa posição de ignorância, alienada à sua própria corresponsabilidade em cuidar de si e fazer os movimentos necessários para a mudança de seu estado de saúde, ou, cura. É vista como um conjunto de partes separadas e tem que passar por vários especialistas que veem somente cada parte, mas não tem em vista a dimensão total. O sistema vigente, cartesiano, se esqueceu de que somos seres humanos, um complexo interligados de dimensões físicas, mentais, emocionais e espirituais.

A humanidade, porém, segue adiante em seu processo evolutivo, independente do que os seres humanos, individualmente, entendem do mundo e pensam que é a melhor maneira de funcionar. É o impulso da Consciência Universal, ou Divina, capaz de ver sempre através de uma visão mais ampla e é pelo benefício da maioria que decide sobre o próximo movimento. Desta maneira, começou a ficar evidente a necessidade de uma forma de cuidar da saúde dos seres humanos que levasse em consideração outros aspectos de seu sistema, como as camadas mais sutis, bem como aspectos emocionais e energéticos.

Há muito as grandes tradições de filosofia e sabedoria, retratam os seres humanos como sistemas compostos de vários corpos, de maneira geral, descritos como: físico, sutil ou vital, mental e supramental. Atualmente, a física quântica é a área da ciência que vem explorando também estes conceitos e oferece boas explicações sobre a existência e funcionamento dos mesmos.

Dependendo da compreensão e visão que temos sobre o funcionamento e interação destes corpos ou aspectos, temos uma maneira de “curar” os desequilíbrios observados na saúde, ou, doenças. E é isto que determina também a abordagem a ser utilizada como terapia.

Se nosso objeto de foco é, por exemplo, o corpo físico, principalmente, porque acreditamos que é o corpo físico que realmente importa, ou que o que somos é nosso corpo físico – visão cartesiana de mundo – então, a abordagem mais adequada é, sem duvida, a atuação direta no corpo físico. Com isto, temos o surgimento e grande desenvolvimento da medicina corrente do século XX predominante no ocidente.

Se o objeto de foco e compreensão de que os desequilíbrios nas camadas mais sutis, ou corpo vital, são o fator de origem dos sintomas observados no corpo físico, a melhor maneira de lidar com as doenças, seria através de atuações no corpo vital. Temos então, toda a Medicina Chinesa, principalmente a acupuntura, a Medicina Ayurveda e a homeopatia.

Jung faz um mapa bem interessante da estrutura do ser humano comparando as esferas de experiência humanas (percepções, sentimentos, pensamentos e intuições) com os mundos de organização (físico, vital, mental e supra-mental) e entende que as manifestações físicas, são reflexos de desequilíbrios neste mundo mental, portanto um objeto de atuação eficiente seria através da investigação daquilo que acontece na mente, no mundo dos conceitos mentais. Encontram-se aí todos os modelos de psicoterapias, desde a psicanálise de Freud até a psicologia transpessoal.

Passamos então à camada supra-mental. Do que falamos aqui? Segundo Jung, das camadas intuitivas (e podemos incluir aqui também os aspectos arquetípicos da experiência humana). Deste outro sentido (além dos cinco mais conhecidos), que faz parte do nosso sistema corpo-mente-espírito e que nos dá uma informação direta de alguns fenômenos observados. Este sentido sempre esteve presente e sempre foi de grande utilidade para os seres humanos, porém, com a supremacia do sistema cartesiano que privilegia somente os aspectos físicos, este sentido ficou esquecido e até sofrendo preconceito, sendo entendido como algo estranho, alheio à nossa estrutura. A intuição é, no entanto, fundamental para nosso funcionamento. É a conexão com o nosso coração, que não contém somente aspectos emocionais, mas é a sede das capacidades de transmutação e de integração, transformando os aprendizados obtidos através das experiências vividas em sabedoria. Do ponto de vista fisiológico, observa-se que o campo eletromagnético do coração é várias vezes maior do que o cerebral.

Neste ponto começa uma jornada bem interessante. O mundo não pára de evoluir. Há uma força motriz maior que tudo isto que não descansa, que não está satisfeita e deseja sempre ampliar, transcender e incluir o que veio antes. A este impulso de vida, que tudo dirige e origina, de onde provém toda e qualquer manifestação, dá-se vários nomes, entre eles Campo Ponto Zero, Deus, Consciência Cósmica, Consciência Universal, ou, para nós aqui, Consciência.

A Consciência então impulsiona o desenvolvimento humano e, começam a aparecer aqui na Terra novas modalidades de cuidado com a saúde. Todos os tipos de terapias com florais, cristais, etc. (cujo objeto de atuação é o corpo vital).

Aparecem também excelentes técnicas se disseminando rapidamente, provando grandes resultados de forma muito rápida, como, por exemplo, o BodyTalk, Microfisioterapia, Constelações Familiares e Cinesiologia Aplicada. A atuação aqui se dá através do sentido da intuição, atuando na camada supramental do sistema como um todo, e por isso, não se observa somente o indivíduo, mas o inclui num sistema e engloba também outros indivíduos e aspectos ambientais/sociais que fazem parte deste sistema.

O que passa a ser observado, é que, no momento em que passamos a considerar camadas mais sutis ou energéticas de nosso funcionamento, ficamos cada vez mais livres da limitação do tempo (resultados se manifestam muito rapidamente) e do espaço, tratamentos de cura, os mais diversos à distância e, a influência e atuação de elementos que não compartilham mais o tempo presente, como membros da família que já não estão mais vivos, ou lugares nos quais não nos encontramos no momento da terapia.

A pergunta seguinte é: o mundo do terceiro milênio é globalizado, integrado, dinâmico na comunicação; tudo acontece instantaneamente e temos acesso ilimitado às informações disponíveis da maneira mais adequada a cada indivíduo ou sociedade. A tecnologia nos transformou em seres que vivem multidimensionalmente. Então, se é assim, como podemos ter isto tudo junto na maneira de cuidar de nossa saúde? Existe também uma ferramenta tecnológica capaz de atuar sobre todos os corpos, todas as camadas de experiência, utilizar-se de todos estes recursos terapêuticos e ainda ser dirigido pela Consciência, no campo da saúde e da medicina?

A resposta é sim. Reconhecido, inclusive pelos cientistas de ponta, investigadores desta área (Por exemplo Dr. Amit Goswami), surge o Sistema BodyTalk, que atravessa a fronteira da utilização da energia para os processos de cura, porém de uma maneira única.

Se considerarmos o papel da Consciência como sendo esta força motriz originária de toda a manifestação, no momento em que descobrimos como trabalhar em conjunto com ela, através dela e em sintonia com ela, temos a maneira mais rápida, eficiente e segura de obter as informações necessárias a fim de recuperar o equilíbrio necessário para a aquisição dos estados de saúde.

Trata-se de uma terapia que se baseia nos princípios pelos quais a física quântica explica os fenômenos que ocorrem no nível subatômico e portanto, em nossos corpos também, e como podemos tirar proveito deste conhecimento e aplicá-los nas infinitas e complexas correlações existentes no interior dos sistemas humanos.

Outro gigantesco avanço se aproxima: é a idéia de que somos seres portadores de um enorme ecossistema de microorganismos – nosso Bioma – cada grupo com sua identidade, característica e consciência. Portanto, faz-se necessário encontrar uma forma de comunicação com estes seres, que, no final das contas, decidem sobre nosso funcionamento e colaboram fundamentalmente para sua manutenção ótima. Para que isto ocorra, precisamos lançar mão de recursos outros, capazes de considerar aspectos quânticos e de consciência. Inovação se faz necessário. E é o Bodytalk que desenvolveu uma tecnologia para isto.

Utilizando-se destes conhecimentos, de um mecanismo de biofeedback autônomo no indivíduo e de um protocolo extremamente abrangente e complexo, podemos acessar informações disponíveis na Consciência Universal, tal qual uma Nuvem/Cloud, que contém todas as informações sobre os indivíduos e, portanto também, as informações pertinentes a como trazer de volta o equilíbrio.

Uma vez diante destas informações, o sistema se utiliza das próprias capacidades de regeneração e se reorganiza em torno do novo conhecimento adquirido, resolvendo conflitos e bloqueios que impediam um estado otimizado de funcionamento, ou, saúde.

É claro que o processo se dá em etapas, nem sempre lineares ou contínuas, exatamente como a descrição do funcionamento do universo pela física quântica, mas afinal de contas, não somos nós também habitantes do Universo? Então, porque seguiríamos leis diferentes?

A estratégia é simples: apresentar e comunicar ao sistema informações relevantes via camadas sutis, energéticas, exatamente como “fazer um download de informações da nuvem”, de forma que estas driblam os bloqueios criados pela mente consciente, cuja perspectiva, atrelada ao nosso conjunto de crenças e visões de mundo, nos enrijecem, tiram a liberdade e a flexibilidade de agir de modo diferente em cada situação específica. Estes, por sua vez, fixam o sistema do indivíduo num estado de tensão e desequilíbrio, dificultando o funcionamento natural do sistema, dando origem a sintomas de ordem física e/ou emocional.

Diante destas informações, o sistema se reorganiza e assim, caminhamos rapidamente, de uma situação de equilíbrio dinâmico para outra, sempre mais ampla e mais saudável, em ciclos de crescimento e desenvolvimento em direção a maior clareza sobre nós mesmos e nossos processos individuais. Com maior capacidade de lidar com os desafios constantes da vida, nossos sistemas sofrem menos stress e permanecem com suas estruturas preservadas, mais capazes de realizar, com facilidade e sucesso, as funções para as quais foram desenhadas. Tudo isto é igual a SAÚDE!

Texto de Renata de Saboya Pilnik - Economista FEA-USP, Terapeuta da Equipe de Atendimento do  Ambulatório Transdisciplinar da UNIFESP - Escola Paulista de Medicina, Integral Coach - Integral Coaching Canadá,  Instrutora de BodyTalk Acesso, Terapeuta Informacional: PaRama BodyTalk, Alinhamento Energético e Florais de Saint Germain. Seus estudos incluem ainda vários temas como Física Quântica e Desenvolvimento da Consciência Humana, Eutonia e a Teoria Integral de Ken Wilber além de bailarina e coreógrafa premiada  I e II MPB Dança.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Renata de Saboya Pilnik - Jornal O Legado - Junho 2014

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo