Corpo e Mente
Meditação: Porque sentar ou deitar para meditar?

Meditação: Porque sentar ou deitar para meditar?

Nosso corpo é composto de energia que processa alquimicamente os elementos que se transformam em matéria e o constituem; energias essas que estão presentes na Terra e no Ar.

Nós temos em nossa constituição complexa quase todos os elementos inclusive ouro, prata e todos os demais. Todos eles estão presentes em quantidades mínimas, necessárias para constituir a massa física e processar os diversos sistemas do nosso organismo, como por exemplo, o imunológico. Nossas glândulas contêm minúsculos cristais.

Tudo isso tem uma função essencial na produção das substâncias que são secretadas para lubrificar, ativar, dinamizar os nossos órgãos. O cérebro, além de ter três glândulas incluindo-se a tireóide, e, portanto tem três cristais, também funciona a base de álcool, mas não o álcool que bebemos e sim o que é produzido em nosso sistema, para gerar a energia que ativa nossos neurônios.

Quando bebemos demais, inundamos o sistema provocando curtos circuitos pelo excesso de álcool e é por isso que perdemos controle de nossos censores e conexões racionais no processamento da nossa capacidade de pensar e de manter nosso equilíbrio. Tudo na vida depende de sermos capazes de mantermos o equilíbrio para nos mantermos em pé, sermos capazes de andar corretamente e principalmente, verbalizar nossos sentimentos, emoções e pensamentos.

Esse mesmo processo alquímico ocorre na terra, e quando sentamos ou deitamos, ou no mínimo andamos com os pés descalços sobre a terra ou a grama, ficamos em contato direto com as energias telúricas (energias alquímicas da terra) que passam e energizam o nosso organismo através dos Chakras e seus núcleos de cristais quase invisíveis.

Mesmo com a superfície isolada pelo asfalto nas grandes cidades, essas energias continuam a existir e fluir, porem mais fracas. Como estamos cada vez mais perdendo o hábito de andarmos descalços até porque há cada vez menos áreas gramadas ou asfaltadas, e os nossos calçados em geral criam ainda maior isolamento por terem solas de borracha ou substâncias não condutoras de energia, então sentarmos ou deitarmos, aumenta o contato mais direto dos nossos chakras inferiores com a energia telúrica.

Vocês devem se lembrar dos artigos sobre os chakras inferiores, principalmente o básico ou sexual, que são o portal de acesso da energia Elemental da terra em nosso corpo. E dos chakras superiores que são o portal e via de entrada das energias do Cosmo através da respiração.

Por isso a posição em que nos dispomos para meditar é importante. Mesmo nos edifícios mais altos, tenham estrutura metálica ou de cimento e tijolos, a energia continua a fluir. Evidentemente quando mais alto mais fraco o fluxo de energia telúrica. A posição de sentados ou deitados proporciona uma área de contato maior do corpo e dos chakras com esse fluxo.      

Assim, alem da posição em que nos colocamos, a respiração é o segundo fator de importância para o bom êxito da nossa meditação.

Você sabe respirar? Sabe que respira? A maioria das pessoas, distraídas pelos muitos interesses e preocupações da vida cotidiana, nem percebem que respiram; na verdade, o corpo todo respira.

Não falta quem diga que respira porque tem ar. Mas até para respirar e para se energizar e conectar à Consciência Cósmica e à Energia Telúrica, é preciso certa disciplina e ritmo.

Você já observou se você inspira ar pela boca ou pelo nariz e expira ou solta o ar pelo mesmo meio? Quem respira mais pela boca, ou seja, inspira e expira, renova em menor grau o ar necessário para os pulmões ficarem mais limpos e ativos, mas o ar, como a água em variantes líquidas como o sangue, são tão importantes para o bom funcionamento do nosso corpo e seus órgãos quanto a energia da terra.  

O calor gerado pelo processo alquímico, junta e renova, melhorando e purificando ou filtrando para agregar, todas as substâncias que são necessárias para desfrutarmos desse milagre a que chamamos de vida e às qualidades que o ser humano tem de pensar, falar, e ouvir... e por esses meios/sentidos, possuir o que chamamos de racionalidade.

Quando se fala em Meditar, geralmente imaginamos técnicas orientais, especialmente as budistas, mas na verdade isso é universal.

Ao se sentar ou deitar com o propósito de ao menos se energizar através da conexão entre as energias telúricas e as energias do cosmos, para que isso ocorra de maneira adequada, precisamos acalmar os chakras intermediários e mantê-los abertos ao fluxo das energias que vão se encontrar no chakra cardíaco (coração) para se transformar em saúde e serenidade que nos habilitam a melhor lidar com o nosso corpo e o nosso cotidiano inclusive os relacionamentos, o trabalho e até o lazer.

Mas para que o nosso desempenho seja melhor, a prática da meditação é uma forma de nos desligarmos da agitação e exaustão provocadas por atividades da vida diária em todos os setores.

Não é necessário sentarmos ao pé de uma figueira e não fazer mais nada o resto das nossas vidas como dizem as lendas e a tradição, fazia o Buda. Basta aprendermos a meditar pelo menos cinco minutos diários ou sempre que estivermos acelerados exageradamente, para tudo ficar mais calmo e fácil de encarar.

Por enquanto, não precisamos imaginar que devemos ficar cantando mantras, sons ou qualquer outra coisa além de simplesmente ficarmos quietos e prestarmos atenção em nossa respiração. Quando aprendermos a fazer isso como se fosse parte natural do nosso “ser e estar”, poderemos então progredir a patamares mais avançados. Mas primeiro as primeiras coisas...

Se quiser, pode colocar alguma música suave de fundo, num volume suficiente apenas para você ajudar a energia com a freqüência da música. E não precisa ficar pensando em nada a não ser a sua respiração. Deixe os problemas e a preocupação com as coisas a fazer ou fazer acontecer, ou que podem acontecer a e com você, tudo de lado. Ouça somente a sua respiração.

Sente-se com a coluna o mais ereto possível; inspire ou aspire o ar devagar pelo nariz repetidamente. No começo pode até contar mentalmente até quatro ou cinco enquanto aspira; depois aprenda a pausar entre aspirar e soltar o ar contando até dois; aí solte o ar ou expire, através do nariz novamente contando mentalmente até quatro ou cinco, o mesmo tempo que aspirou. Faça isso até sentir o ar se renovar no fundo do seu abdome.

É tão simples quanto rezar... Mas fazê-lo não mecanicamente e sim focalizando o processo. Toda oração feita conscientemente é um mantra. Mas em geral um mantra pedindo ajuda para resolver seus problemas ou dificuldades. A meditação é você aumentar seus próprios recursos para enfrentar e resolver esses problemas e essas dificuldades.

Você sabe por que “antigamente” as pessoas ao se sentarem para uma refeição, davam graças ou abençoavam agradecidas a comida que iriam consumir? Para que a digestão procedesse adequadamente, nada mais que isso, nutrindo o corpo com as energias necessárias à sua vitalidade. Era uma forma de meditação.

Depois prosseguiremos com outros passos para você aprimorar o uso dessa ferramenta natural e que não custa nada, mas proporciona resultados que o surpreenderão.


© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Texto de Boris Artemenko - professor de Astrologia - ba.astros@gmail.com

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo