Corpo e Mente
“Brasíndio” – Vai surgir uma nova nação dentro do Brasil

“Brasíndio” – Vai surgir uma nova nação dentro do Brasil

Tenho reparado na crescente onda de conflitos entre índios e “brancos” no Brasil. Está havendo um movimento indígena através do qual eles se acham no direito de bloquear estradas, cobrar pedágios (R$ 100,00 por veículo), invadir fazendas e tomar propriedades rurais, destruindo tudo: a lavoura, os equipamentos, os alojamentos e os animais; matam “brancos” sob o pretexto de serem os donos das terras e agora bem recentemente vi que estão sitiando duas cidades baianas para expulsarem todos seus habitantes que são residentes há vários anos na região. O objetivo é apenas agregar terras para a nação indígena. Isso ocorre de norte a sul no Brasil. Para se ter ideia, no sul da Bahia, onde há várias fazendas produtoras de cacau, responsáveis pela exportação desse produto para o mundo todo, já há fazendas sendo ameaçadas pelos índios Pataxós que querem suas terras. E não pensem que irão produzir cacau, vão destruir tudo mesmo!

É um povo que tem seus costumes completamente diferentes dos nossos. Pela nossa sociedade e concepção de vida, eles não passam de vagabundos, improdutivos e “sanguessugas” do Brasil, e com a agravante de se misturarem com a nossa cultura e adquirirem vícios por bebidas, drogas e prostituição, sem moderação nenhuma, degradando-se e autodestruindo-se.

É um povo que tem suas qualidades, sabedoria e inteligência, mas são primitivos, não sabem nada do que ocorre no planeta, exceto pelo o que assistem na televisão, que somado à sua ignorância, misturam as ideias e promovem uma desordem social incabível.

E pasmem, existe um órgão por trás desse movimento, que pela letargia e interesses escusos, manipulam políticos e índios para tomarem as terras dos fazendeiros: estou falando da FUNAI, que faz a demarcação de terras indígenas, e que exige exclusividade nessa função, provocando um clima de tensão em muitas regiões do país. Isto porque esse órgão indigenista, junto com ONGs nacionais e internacionais, não admite que o Congresso Nacional, democraticamente, participe do processo demarcatório.

Existe “uma tal” de PEC 215, popularmente conhecida como PEC dos Índios, que quando aprovada, permitirá que a Câmara e o Senado também participem de todo o processo das demarcações de terras indígenas, tirando desse cenário atual essa exclusividade da FUNAI que a exerce a “deus dará” no seu interesse. Com a aprovação da PEC 125, o Congresso Nacional ficará também responsável pela demarcação dessas áreas e passaria a ter papel de protagonista. Ficam aqui duas perguntas: Quem está segurando a aprovação dessa PEC? E de fato interessa ao Brasil fazer tantas demarcações territoriais tão extensas?

Agora venhamos e convenhamos, por que querem essas terras, principalmente as da região norte de nosso imenso Brasil? Porque quando o território é indígena, nós perdemos a autonomia territorial em prol dos índios, proporcionando assim uma autonomia dos caciques que podem autorizar ou não a entrada de pessoas, grupos, ONGs, exploradores etc., fazendo com isso uma oportunidade de abertura às especulações estrangeiras com a nossa biodiversidade, buscando plantas para novos remédios e patenteando-os com nossa matéria prima em troca de alguns tostões, litros de cachaça e sungas para nossos “coitadinhos” índios tão “subjugados”, segundo a propaganda que fazem mundo afora.

Os índios já são donos de 12% do território brasileiro. Faz-se necessária uma CPI para investigar quem são os interessados nessa desapropriação de fazendeiros, honestos, produtores, geradores de empregos e pagadores de impostos.

Tenham certeza, há interesses escusos nisso tudo, gente que de patriotismo não tem nada com o Brasil. Estamos perdendo o Brasil bem debaixo de nossos narizes. Enquanto ficamos preocupados com a economia, com a inflação, com os corruptos, com os partidos socialistas, com os comunistas e com governantes inábeis, forças ocultas tomam nosso território. Logo, se bobearmos, estaremos como Israel, dividido e com luta armada, lutando por um território que no passado foi (isso mesmo... foi) dos índios, e hoje é nosso, uma nação desenvolvida, progressista e moderna!

Na minha ótica, a partir do momento que o índio se socializa com a civilização, ele faz parte da nossa população, vive sob o regime de nossas leis e costumes. Portanto não há necessidade de tantas terras exclusivas para um povo que se funde com o nosso.

Que fique claro aqui, que não sou contra os índios, um povo maravilhoso, mas sou radicalmente contra essas demarcações de terras por saber que não é uma demarcação honesta para o nosso Brasil. Isso é tudo muito suspeito! Friso: onde já se viu quererem cobrar pedágio dos motoristas nas estradas do centro-oeste e do norte do país, e quem tenta passar sem pagar porque não tem o dinheiro, morre por flechada! Isso a grande mídia não divulga massivamente!

Acorda já brasileiro, se não um dia te acordarão como “brasíndio”!

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Alberto Sugamele - Editor - Setembro de 2014

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo