Corpo e Mente
Empreendedorismo para o sucesso - Curso - Parte II

Empreendedorismo para o sucesso - Curso - Parte II

Estamos de volta com a segunda aula do curso de Empreendedorismo. Espero que tenha gostado da primeira e, caso queira fazer algum comentário ou tirar alguma dúvida, entre em contato pelo e-mail: carlosrosa@academiabnc.com.br.

SOMOS DONOS DO NOSSO FUTURO

Você poderia considerar este curso como o início de uma “Nova Era”: é possível que após participar dele e estudá-lo amiudamente, velhas cenas se desfaçam e outras surjam diante de você. O potencial inesgotável da vida se abre num horizonte renovado, e você deve perceber que o tempo passa, e que é melhor aproveitar as oportunidades enquanto elas estão à sua frente, ao seu alcance.

Lembre-se: este momento é único, e cada potencial desperdiçado tem um preço a ser pago no futuro. Carpe diem, diz o ditado clássico: “Aproveita o dia de hoje”. E não se trata de um convite ao prazer de curto prazo. É um lembrete de que mais adiante prestará contas, à sua alma imortal, sobre cada instante de tempo perdido.

Surgem, então, algumas perguntas incômodas que você deve responder, agora:

- O que fiz de mais importante em minha vida até hoje?
- Quais são os erros que não quero cometer de novo?
- O que espero do futuro?
- Minhas metas pessoais são claras e realistas?
- O que estou disposto a fazer, de fato, para alcançá-las?

Este curso tem algumas validades psicológicas, outras tantas espirituais, e também mostra praticidade no bem viver. Porém, o que ele tem de mais abrangente e de importante, é que TODOS podem reavaliar as suas vidas, desde o seu início até à conclusão.

É claro que eu poderia especular de vários modos sobre tudo aquilo que o futuro lhe reserva. Mas o mais sábio é você assumir a direção do processo de perguntar: “QUE TIPO DE FUTURO DESEJO CRIAR PARA MIM MESMO?” Lembre-se: VOCÊ É UM EMPREENDEDOR.

Com uma caneta na mão e um pedaço de papel, você pode fazer planos. Você pode colocar algumas ações capazes de aumentar radicalmente a qualidade da sua vida.

Entre elas:

* Prestar mais atenção a cada instante de sua vida.
* Abandonar um hábito negativo.
* Cuidar melhor da saúde.
* Economizar mais.
* Preservar a energia vital.
* Melhorar os seus relacionamentos pessoais.
* Dar menos atenção a certas atividades que parecem urgentes, mas não são importantes, e dar mais atenção a atividades que são importantes para você, embora não pareçam urgentes.

O passo seguinte é evitar que essas promessas caiam na fossa comum do esquecimento. Será útil avaliar cuidadosamente as suas forças. Talvez você possa remar contra a correnteza, vencendo a preguiça, a inércia, o desânimo e outros desafios. Mas há o perigo de que siga o caminho mais fácil, abandonando as nobres decisões de um momento inspirado e sendo arrastado, cachoeira abaixo, pela força da rotina.

Em vista do que foi dito, posso lhe perguntar: O que fazer, então, para que as suas promessas se transformem em realidade? O primeiro passo é reconhecer que o propósito da vida é produzir AUTOAPERFEIÇOAMENTO, CRIATIVIDADE E PAZ INTERIOR. O segundo passo é escolher METAS BEM DEFINIDAS que só dependam de você.

AS ATITUDES

Na infância espiritual, ou quando somos psicologicamente infantis, temos uma forte dependência de um “pai salvador” e esperamos que “Deus” ou uma figura de autoridade façam tudo por nós. À medida que adotamos uma atitude adulta, aceitamos nossa independência. Então nossa religiosidade já não se apoia na crença ou na obediência passiva, mas, sim, na compreensão da unidade e num sentimento de responsabilidade solidária.

Ao definir metas pessoais, ou seja, “tomar atitudes”, você deve também levar em conta os diversos aspectos da sua personalidade. Nunca se esqueça de que o ser humano é complexo, frequentemente contraditório. Por certo há em você centros emocionais capazes de promover um “boicote inconsciente” contra novas decisões (ego). De que modo vencerá a preguiça e o apego à rotina? Como você vai enfrentar o desafio da coerência?

O avanço deve ser firme, mas você deve evitar tomar decisões radicais que contrariem o bom senso, ou que você não consiga manter. É melhor tomar resoluções que você possa colocar em prática desde o primeiro momento, mesmo em pequena escala. Outro recurso que está ao seu alcance é criar pequenos rituais de reforço da decisão tomada. Veja alguns instrumentos utilizados por diferentes pessoas, conforme seu temperamento e inclinação individual:

A decisão de mudar a rotina exige coragem e sacrifício. Você tem de abrir mão, generosamente, das coisas erradas a que se apegou. Mas, desse modo, crescerá como indivíduo e desenvolverá o seu potencial interior.

Qual é o segredo, então, para que você possa cumprir com as suas promessas? Você deve definir com clareza e reexaminar constantemente as suas metas. Você deve trabalhar com calma e criatividade em função delas. Você deve lembrar que a existência de obstáculos é indispensável para o aprendizado. Ao enfrentar os desafios, você começa a conhecer, gradualmente, o segredo do êxito. A chave do segredo está na combinação correta dos significados profundos de cinco palavras:

1) altruísmo;
2) perseverança;
3) autoestima;
4) autoconhecimento;
5) autocontrole.

Após ler e reler esta aula, você deve ler e interpretar essas cinco palavras, fazendo uma dissertação da compreensão de cada uma delas em relação à sua pessoa, neste momento. O material deverá conter no máximo duas páginas (referente a cada palavra). Guarde-as consigo e releia-as periodicamente com muito cuidado e, se necessário, refaça-as. É imprescindível que faça assim.

ALTRUÍSMO

Recorrendo ao Dicionário, temos que altruísmo: 1. Amor ao próximo; filantropia. 2. Desprendimento, abnegação.

Falando propriamente de Altruísmo como Amor, podemos afirmar que ele é protetor, poderoso, penetra tudo, e quanto mais impessoal for, tanto mais elevado e poderoso ele será. O amor é a grande força de atração que liga uma coisa a outra, um ser humano a outro. E quanto mais elevado o indivíduo estiver na evolução, tanto mais estreitamente vai o amor envolvendo com seus fios todas as fibras do nosso ser. Ele produz maravilhas! Por isso, deixe que o Amor se expanda com as energias divinas latentes dentro de você, e ele se transformará em compaixão, piedade, entendimento, bondade e visão da beleza na luz que ele mesmo irradia.

PERSEVERANÇA

É bastante conhecida a fábula das duas rãs que caíram numa vasilha cheia de leite. Uma delas desistiu, não fez nada e afogou-se. A outra começou a mexer as patas rapidamente, com força, com entusiasmo, numa tentativa desesperada para evitar afogar-se, e conseguiu converter o leite em manteiga. A força da perseverança e a sua atitude positiva salvaram-na de se afogar.

Por mais aflito que você esteja, mesmo prestes a se afogar, você sempre poderá seguir o exemplo da segunda rã e salvar-se graças ao seu intenso esforço, à sua perseverança.

Um pensamento do escritor Robert Cavett faz-nos lembrar a história das duas rãs. Ele diz: “Ninguém se afoga por cair na água. Só se afoga se ali ficar”.

AUTOESTIMA

SEJAMOS O NOSSO MELHOR AMIGO, HOJE!

O psicólogo Bernard Berkuwits conta que certa vez atendeu um homem afetado por um profundo desgosto. Morrera uma pessoa que lhe era muito querida e sentia-se muito desolado.

Angustiado, confessou ao psicólogo: “Acabo de perder o meu melhor amigo”. O psicólogo respondeu-lhe: – Tem certeza? Diante da estranheza do outro, esclareceu: – O senhor sabe quem é, ou quem deveria ser o seu melhor amigo? O homem olhou para ele surpreso, e o psicólogo acrescentou: – O seu melhor amigo é você mesmo.

Então o homem, com um ligeiro sorriso, disse: “Acho que é verdade”. E continuou: “O meu melhor amigo sou eu, ou, pelo menos, deveria ser”.

Amigo leitor, você é realmente o seu melhor amigo? Proponho que você o seja a partir de agora. Proponho que siga este impulso positivo. Proponho que seja o seu melhor amigo, hoje! E que conserve esse amigo por toda a vida.

DIRIJAMOS OS NOSSOS PENSAMENTOS, HOJE!

Marco Aurélio, imperador e filósofo romano, disse certa vez: “Uma pessoa é o que são os seus pensamentos”.

Baseado nesta frase, concluímos que, se você quiser conduzir e controlar a sua própria vida, o que tem de fazer é controlar os seus pensamentos. Como?

Faça o seguinte exercício: “Tente se recordar de como foram as suas últimas férias, ou se não as teve, de como passou o seu último final de semana. Agora, pense em como quer aproveitar o próximo final de semana. Você pode orientar o seu pensamento para a direção que quiser, varrendo os pensamentos que criam tensão. Pense agora num projeto agradável!”. Essa é uma fórmula simples, fácil de entender e mais fácil ainda de praticar. Faça um esforço. Insista. Insista. Lembre-se que se controlarmos a mente, controlaremos melhor a nossa própria vida.

APRECIEMO-NOS UM POUCO MAIS, HOJE!

O pensador francês Rebelais, disse: “Qualquer pessoa vale o quanto ela própria se valoriza”. Parece que cada um de nós se vê como a pessoa mais importante do mundo. A prova é que quando tiramos uma fotografia em grupo e nos dão uma cópia, a quem é que procuramos primeiro?

Mas, apreciarmo-nos, apreciarmo-nos de verdade, será que é o que fazemos? Gostamos de nós tanto quanto podemos?

A frase mais motivadora dos lábios de um diretor para estimular um colaborador é esta: “Sinto-me orgulhoso de você”. Se você é, na realidade, o seu próprio diretor, quando foi que dirigiu a si próprio essa frase pela última vez? Para justificar isso, pense no que fez recentemente de que possa estar orgulhoso, satisfeito. Que ação tomou? Qual foi a realização que cumpriu? Qual a conversa que teve? Que decisão tomou?

Pense nisto ao recordar o fato, satisfeito, e, sem falsa modéstia, diga a si próprio: “Sinto-me orgulhoso de mim”, porque qualquer pessoa vale tanto quanto ela própria se valoriza, e assim terá mais confiança em si mesmo.

AUTOCONHECIMENTO

O famoso terapeuta Carl Rogers disse: “Eu não acredito que alguém tenha ensinado alguma coisa a outra pessoa. Eu questiono a eficácia do ensino. A única coisa que sei é que, se alguém quer aprender, aprenderá. Talvez um professor seja somente uma pessoa que facilita, que coloca as coisas diante das pessoas e mostra como são emocionantes e maravilhosas, incitando a experimentá-las.”

Bem, é isso o que devemos fazer. Ninguém pode obrigar o outro a experimentar. Nenhum professor ensinou nada a ninguém. Todo mundo aprende sozinho. A palavra “educador” provém do latim “educare” que significa: seguir, conduzir. Isso significa que devemos guiar, manifestarmos nós próprios entusiasmo acerca de qualquer coisa para contagiarmos, com esse entusiasmo, os outros no desejo de experimentar. Educar é fazer cada pessoa compreender, por si mesma, é pôr “algo” diante dos outros e dizer-lhes: “Vejam como é maravilhoso. Venham. Experimentem comigo!”

AUTOCONTROLE

Um velho conto aragonês fala de um avô e do seu neto que levavam um burro para vender na vila. Todos a pé.

Passou alguém e disse: “Que gente louca! Ninguém vai montado no burro”.

O menino montou no burro e alguém disse: “Ora, ora! Um menino forte montado no burro e o velhinho andando a pé”.

Então o velhinho montou também no burro, e alguém mais adiante comentou: “Que dupla egoísta! Pobre burro!”

A história continua, mas vamos parar por aqui, pois ela serve para demonstrar que, por mais que você faça bem feito, SEMPRE alguém o criticará.

Abraham Lincoln, disse certa vez: “Podemos satisfazer alguns sempre ou todos algumas vezes, mas nunca podemos deixar felizes todos ao mesmo tempo”.

Amigo aluno mantenha hoje a sua própria opinião! Ninguém pode estar na sua pele e, boa ou má, bonita ou feia, pelo menos é sua e só você é responsável por ela. Não torne os outros responsáveis pelas suas próprias decisões.

Siga este impulso positivo: “Que a opinião dos outros não me afete, hoje!”. Assim, não poderão impedir o seu próprio progresso. Mantenha o seu autocontrole e viva feliz, sem se preocupar com que os outros pensam ou falam de você.

Por hoje a dose já foi de bom tamanho. Já sabe, se tiver alguma dúvida ou consideração a fazer, mande um e-mail: carlosrosa@academiabnc.com.br.

 

Professor Carlos Rosa: Contato: (11) 5584-7378

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Prof. Carlos Rosa - Ph.D em Patologia Social, Numerólogo Cabalístico e diretor da Academia Brasileira de Numerologia Cabalística - (11) 5584-7378 - Jornal O Legado - Outubro 2014

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo