Corpo e Mente
Deus me ajude..., Deus te ajude...., Se Deus quiser...

Deus me ajude..., Deus te ajude...., Se Deus quiser...

Não usar Meu Santo Nome em vão. Entrou por um ouvido e saiu pelo outro!

É um tanto incômodo abordar este assunto, no entanto, a banalização permeia todos os seguimentos esotéricos e religiosos do planeta.

É muito comum ouvirmos das pessoas as expressões citadas no título desta matéria, que já são tão usadas quanto as gírias do dia-a-dia.

As responsabilidades imputadas pelas pessoas à Deus, Jesus, Santos, etc, se tornaram automáticas e inconscientes que o real valor de cada afirmação perdeu a veracidade da possibilidade da ocorrência do benefício do retorno das solicitações.

O uso das expressões é abusivo e se tornou viciosa como: “Se Deus quiser a minha operação será um sucesso” - E o profissionalismo do médico, onde é que fica?

“Se Deus quiser” passarei no vestibular! – e os outros estudantes, será que Deus também quer que sejam bem sucedidos?  E quem não passa nos exames, não teriam a proteção de Deus?

“Que Deus me ajude a conseguir um aumento de salário “- será que seu patrão sabe que você conta com a importante ajuda do Criador?”.

-Meu filho, tomara que “Deus te ajude a conseguir um bom emprego”. Parece que o potencial do filho não conta. E se Deus não ajudar?  Seria incompetência do filho ou  Deus não teria nada a ver com isso?

“Jesus vai me ajudar a me curar!” Será que Jesus sabe que mal o aflige e quem você é?

Será que as suas atitudes, índole, caráter e o seu dia-a-dia, justificariam a ajuda de Jesus?

Deus, Jesus, Santos e outros Mestres são solicitados a interferirem até para se acertar os números das loterias, e quanto seria a parte deles neste bolão?

“Jesus, em nome de Deus vai te curar!” As curas, por mais milagrosas que possam parecer, ocorrem por outros motivos que independem das vontades Divinas!

O absurdo de tudo isto é a postura de “certas pessoas” que se intitulam padres, sacerdotes, pastores que nasceram como qualquer ser humano “via parto” e não por obra do Espírito Santo, que na sua grande maioria, não tiveram e nem têm uma vida social que justificariam serem “Iluminados”, e que se utilizam da mídia poderosa para colocá-los em destaque perante os crédulos seguidores e têm a total falta de bom senso de se intitularem Representantes de Jesus em nome de Deus. O pior é que a técnica da neurolinguística amplamente e obsessivamente aplicada em seus cultos e palestras de convencimento, faz com que os incultos e ignorantes seguidores se tornem  cegamente adeptos de “senhores inescrupulosos” que exploram com abusivas vantagens até financeiras, a total falta de personalidade, auto-estima, autoconfiança de “pobres mortais” filhos de Deus.

Jesus, o filho de Deus, aqui é falsamente representado por “astuciosos oportunistas” que nem o mais infernal dos “Seres” o quereria como parceiros.

Desculpe-me, estou um tanto irritado, porém, esperançoso de que muitas pessoas leiam este artigo e reflitam. Não tenho nada contra as várias “religiões” ou “seitas”, cada pessoa segue o que tem vontade, mas vários dos seus representantes, se apresentando em nome de Jesus, “não valem o que comem”, pena que a ignorância dos “adeptos” não os fazem pensar e selecionar aonde e com quem irão buscar suas orientações espiritualistas. Assim como, também, em sua maioria, existem padres e pastores decentes e que reconhecem os seus limites, não abusando da boa fé do povo.

Sem fugir da atual e absurda regra, “Deus me Ajude”. (EU ME AJUDO!!!!!!)

Continuo ligado.

Até a próxima publicação.

Querendo DEUS ou não, EU QUERO!!!!!

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Redação - Jony Caffy - Maio 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo