Corpo e Mente
Rapidinhas
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
Como lidar com o fracasso

Como lidar com o fracasso

O fracasso é a falta de realização; é sempre uma situação negativa, exceto em algumas figuras de retórica, como por exemplo: “Ele fracassou em morrer”. A ideia de fracasso está definitivamente do lado negativo das respostas humanas, e aqui eu vou tratá-la como tal. O fracasso não se deve as pragas nem as causas que não sejam naturais.

Algumas pessoas têm êxito, outras não. Algumas causas têm êxito, outras fracassam. O fracasso faz tanto parte da experiência humana quanto o sucesso.

Há casos onde os indivíduos se tornam um fracasso e de fato o geram inconscientemente, porque os alivia da necessidade de lutar, de ter êxito na competição com os outros ou de superar situações difíceis. Mas convidar o fracasso e permitir que ele fique não é uma atitude ajustada, e as pessoas que têm esse problema certamente precisam de uma orientação. De certa forma, o medo do fracasso está relacionado com a dúvida; carece de causa racional, tem fortes tonalidades emocionais, e só se pode lidar com ele dividindo-o num certo número de medidas que indicarei mais adiante.

No mundo simplista dos séculos passados, a questão do fracasso ou sucesso foi amplamente determinada pelo nascimento, criação e meio, e não tanto pelo esforço que se imprimia à missão na vida pessoal. Uma vez removidas as barreiras para um desenvolvimento democrático de talentos inatos para quase todo mundo – e os avanços tecnológicos do século 20 tornaram possível a quase todo mundo participar dessas bênçãos –, o sucesso e o fracasso passaram a depender amplamente do indivíduo e dos esforços que ele desenvolve. O ambiente e os fatores do meio ainda desempenham algum papel, é claro, como sempre o farão, mas podem ser superados se forem adversos, enquanto que nos séculos passados isto só era possível em circunstâncias as mais extraordinárias.

A seguir, eu vou lhe dar cinco indicadores quanto à forma de lidar com esse grave problema:

1 - Quando o medo do fracasso atacar, faça uma rápida análise da sua posição; descubra onde está seu objetivo, quais as suas chances, falando objetivamente, e quanto tempo ainda falta para você atingi-lo. Se não conseguir encarar sua própria realização objetivamente, consiga a ajuda de um amigo ou orientador profissional. Mas descubra onde você se situa neste momento específico do seu desenvolvimento. Em seguida, projete o seu potencial para o futuro, baseando-se em realizações a cumprir. Fazendo uma projeção razoável de suas chances futuras, você pode descobrir alguma evidência que as sustente. Identifique os pontos fracos na sua vida e procure eliminá-los pelas ações, por abordagens alternativas, atitudes flexíveis frente a estas alterações e um conjunto de medidas progressivas que tendam a eliminar estas fraquezas no seu progresso. No entanto, se não encontrar fraquezas, proceda na hipótese de que seu medo ou fracasso não têm nenhuma base factual.

2 - Permita que o medo do fracasso permaneça, nesta conjuntura, visualizando, de modo tão vívido quanto for capaz, todos os fracassos que você pode ter. Permita que os fracassos ocorram na sua própria mente e projete-se neles. Veja como os encararia e reagiria. Observe de perto quais as suas respostas emocionais e como estes fracassos afetam sua vida. Dramatizando, quer dizer, colocando o resultado final do seu medo de fracasso num estágio visual dentro da sua mente, você não apenas estará exteriorizando-o, como também o removendo da categoria das possibilidades. Estará também o observando como se fosse uma terceira pessoa, e assim ficará em boa posição para ver se seus medos são justificados ou não. Você pode descobrir que eram, e que os fracassos que você teme são de fato desastrosos para você. Ou pode descobrir que não são tão desastrosos quanto imaginava e, assim, eles podem ser removidos facilmente da mente inconsciente.

3 - Agora você está na mesma posição de um espião internacional que possui o livro de código do inimigo. Você sabe o que lhe aguarda se permitir o livre curso do medo do fracasso; consequentemente pode tomar contramedidas antes que aconteça. Avalie seus pontos fracos; altere o curso de sua vida onde for capaz; substitua antigas abordagens por novas que não entravem o seu caminho; melhore seus pontos fortes e minimize os fracos. Isto pode resultar numa mudança na sua carreira, numa mudança na sua vida pessoal, mas resultará numa mudança, o que já é de fundamental importância.

4 - Um ponto importante, raramente mencionado nos manuais convencionais sobre o assunto, é o fato de que o medo do fracasso que percorre sua mente pode se transmitir à própria pessoa de quem depende o seu sucesso – o seu patrão, por exemplo. As imagens telepáticas de mente para mente podem criar mais problemas para você do que qualquer circunstância externa. Se você pensar negativamente, a imagem negativa o precederá. Evite se permitir o luxo da imaginação negativa como processo normal de ação. Só o faça como foi sugerido no item 2, e nessa ocasião, apenas com a finalidade declarada de antecipar-se no tempo, para seu próprio benefício.

5 - Você lida com o medo do fracasso como se fosse um passo à frente do fracasso ou um tipo de advertência. Isto significa que tem a chance de lidar com ele efetivamente e de prevenir o fracasso ao mesmo tempo. Se examinar suas metas e capacidade de realizá-las, e tiver uma base sólida a este respeito, você pode deslocar suas energias da dúvida quanto ao sucesso de sua missão para a área em que ela se realize. Eliminando o lado negativo de sua luta, você está numa posição muito mais forte para prosseguir. Lembre-se de que aqui, como em qualquer parte, se uma porta se fecha, outra se abre.

O medo do fracasso é criação do homem, não tem realidade objetiva no mundo externo. Só existe dentro dos limites da sua própria mente. E o medo que um homem tem de fracassar não é igual ao medo de outro homem. Já que é criado a partir das incertezas do psiquismo e é obra exclusiva da pessoa, você é a única pessoa que pode dissolvê-lo. Você pode seguir o conselho de um orientador, como o que eu estou lhe dando, mas só você poderá fazer o trabalho.

Até a próxima.

 

Professor Carlos Rosa: Contato: (11) 5584-7378

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150

Autoria

Texto colaboração: Prof. Carlos Rosa - Ph.D em Patologia Social, Numerólogo Cabalístico e diretor da Academia Brasileira de Numerologia Cabalística - (11) 5584-7378 www.academiabnc.com.br - Junho 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo