Corpo e Mente
Os Clássicos da Medicina Chinesa

Os Clássicos da Medicina Chinesa

Nesta edição inicio com uma apresentação das quatro raízes da árvore da Medicina Chinesa, raízes com as quais o tronco, ramos e folhas ficam prejudicados ou com pouca sustentação.

Para iniciar segue uma citação de Deng Tie Tao, que nasceu em uma família de praticantes de Medicina Chinesa no ano de 1916, e desde então dedicou toda a sua vida ao estudo, ensino e propagação desta, sendo atualmente reconhecido como um dos maiores profissionais da Medicina Chinesa no século XX.

“Os quatro grandes clássicos são a raiz da Medicina Chinesa. E nenhum dos grandes mestres históricos da Medicina Chinesa deram suas inestimáveis contribuições para a Medicina Chinesa sem estudá-los com grande profundidade. Infelizmente, hoje em dia, algumas escolas de Medicina Chinesa pensam que os quatro clássicos são desatualizados e elas negligenciam ou diminuem o ensinamento deles. Entretanto, não podemos negligenciar a raiz da Medicina Chinesa”.

Clássico Interno do Imperador Amarelo
Questões Simples
Eixo Espiritual

O Huang Di Nei Jing é considerado o primeiro texto clássico da Medicina Chinesa, sendo composto por duas grandes partes, o Su Wen (Questões Simples) e o Ling Shu (Eixo Espiritual), cada qual contendo 81 capítulos (seguindo a regra de 9 X 9). Diversos estudiosos consideram que o Huang Di Nei Jing foi compilado ao longo de um período incluído entre os Estados Combatentes (475 a.C. — 221 a.C.) e as Dinastias Qin (221 a.C. — 206 a.C.) e Han (206 a.C. — 220 d.C.). Este importantíssimo clássico da Medicina Chinesa é, na verdade, uma compilação de escritos, teorias, conhecimentos e experiências de praticantes e estudiosos de diferentes pensamentos.

Na história da Medicina Chinesa há relatos já no Qi Lue (Livro de Registros, compilado por Liu Xiang (77-06 d.C.) e seu filho Liu Xin (-23 a.C.), citando o Huang Di Nei Jing. No entanto, os historiadores ainda questionam se esta citação seria em relação ao texto que conhecemos na atualidade, composto por suas duas grandes partes, Su Wen e Ling Shu, ou seria em relação a um texto diferente.

Em relação ao conteúdo do Huang Di Nei Jing, assim como de cada uma de suas partes, o Su Wen e o Ling Shu, é possível destacar de forma resumida:

1- Teoricamente falando, o Su Wen discute os princípios básicos e aplicações do Yin e Yang, aborda e ensina sobre os princípios de cultivar a saúde de acordo com as diferenças apresentadas pelas evoluções das estações do ano, assim como apresenta os mecanismos básicos da fisiologia e patologia dos Órgãos e Vísceras (Zang Fu) e dos Canais e Colaterais (Jing Luo). Já o Ling Shu discute principalmente os aspetos mais relacionados com as teorias e práticas da acupuntura e moxabustão. Ambas as partes raramente discutem ou abordam tratamentos exclusivamente compostos por prescrições de fitoterápicos. Quando os fitoterápicos são mencionados, normalmente o são no que diz respeito às suas relações com os Órgãos e Vísceras (Zang Fu), dieta e suas compatibilidades com base na teoria dos Cinco Movimentos (Wu Xing).

2- A maior parte de todo o Huang Di Nei Jing é composto por transcrições de diálogos. Normalmente estes diálogos são entre o Imperador Amarelo (Huang Di, sabe-se possivelmente atribui-se estes diálogos a ele por sua importância histórica) e seus assessores, ou ministros, com grande destaque para Qi Bo, mas sem esquecer da importância de Lei Gong e Bo Gao. Na grande maioria dos momentos é o Imperador Amarelo quem pergunta e requer informações, mas também há momentos em que ele assume o papel de mestre, ensina e tira dúvidas. As perguntas e respostas, tendo como personagens diferentes pessoas, já traz a ideia de que as informações decorrem de diferentes fontes, como diferentes ideias da área da medicina. Estes pensamentos eram baseados em muitos momentos na teoria dos Cinco Movimentos (Wu Xing), mas não somente na forma em que conhecemos hoje. A forma mais empregada e mais relevante, no entanto menos aprofundada na atualidade deriva da teoria conhecida como Cinco Movimentos e Seis Qi (Wu Yun Liu Qi), que combina as combinações do Céu com aquelas da Terra.

3- De maneira geral considera-se que o Ling Shu é de mais fácil leitura e teria sido compilado posteriormente ao Su Wen. Aqui deve ficar claro que a impressão de facilidade de leitura não deve ser considerada como facilidade de compreensão e absorção de informações. No entanto, esta questão de qual porção foi compilada anteriormente, não é uma verdade absoluta, visto que em algumas passagens do Su Wen é possível encontrar citações ou referências encontradas no Ling Shu. Isto demonstra que ambas as partes foram compiladas de modo que influenciaram e receberam influências uma da outra. As teorias do Su Wen e do Ling Shu influenciaram e ainda influenciam de maneira muito forte o desenvolvimento da Medicina Chinesa nas mais diferentes dinastias e nos dias atuais.

 

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto colaboração de *Dr. Reginaldo de Carvalho Silva Filho - Diretor Geral da Escola Brasileira de Medicina Chinesa - Professor Associado da Federação Mundial de Medicina Chinesa (WFCMS) - www.ebramec.com.br - Julho 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo