Corpo e Mente
Falando do Hatha Yóga e de energias primais

Falando do Hatha Yóga e de energias primais

 

É comum em todas as abordagens do Hatha Yóga, tratar-se de técnicas, de métodos, de exercícios como pranayamas - os respiratórios - nidra - os relaxamentos - ásanas - os psicofísicos - kriyas - as limpezas físicas ou as higienes cerebrais - mudras - as limpezas sutis - pratyahara - o preparo para a concentração - e mesmo sobre outras técnicas. É comum também a abordagem sobre os benefícios em geral sobre a parte eletro somatológica emocional, nervosa e psicológica. Sobre os desdobramentos dos benefícios na estrutura eletro-biológica, com reflexos positivos no sistema imunológico, neste caso inclusive fortalecendo e elevando a autoestima, os benefícios sobre o sistema glandular hormonal, inclusive eliminando excesso de peso quando este existe, os benefícios sobre os cinco sentidos, trazendo mais vitalidade e profundidade para os mesmos. O surgimento a partir das práticas, de uma grande flexibilidade e agilidade. A forte melhora da memória e da concentração. Mais que tudo isto, o surgimento de muita disposição, muita leveza e alegria. E consequentemente, o desaparecimento de dores, cansaços, insônias, rigidez física e cerebral, e o desaparecimento total de muitas moléstias que agrediam o organismo e a vida da pessoa. As práticas do Hatha Yóga clássico, trazem um renascimento para o ser, uma nova forma de vida, uma nova forma de ver um mundo, um encantamento e uma disposição incomum. Porém, e ai reside uma lacuna, o que nunca vemos ou lemos nas matérias ou nos livros, é uma abordagem mais sutil, sobre algo que existe, que está no dia-a-dia e que influi diretamente sobre tudo e todos no universo, as diferentes formas de energias. E é a este respeito que esta matéria vai tratar.

- Energias, “começando pelo começo”.

Embora não seja muito divulgado, sabemos que cada ser comporta sete tipos de corpos, sendo estes; o corpo físico, o corpo denso físico que é a contraparte deste, o corpo astral, o corpo denso astral que é a contraparte deste (o astral e o denso astral ficam na dimensão astral ou no campo astral, e são os corpos que emergem nos sonhos normais). O corpo etérico e o denso etérico que é a contraparte deste (o etérico e o denso etérico ficam na dimensão ou no campo etérico, e são os corpos que emergem nos sonhos especiais, profundamente diferentes sob todos os aspectos e sentidos). E o sétimo corpo que é o espírito ou alma, jiva, purusha ou atma que é a centelha divina que ilumina e dá vida a cada ser, em suas diferentes fases da linha de existência. Sabemos ainda, que a linha de existência de cada ser, comporta um longo e vasto período de transmigrações, ou renascimentos que podem ocorrer em diferentes locais do planeta. E que entre cada transmigração, ocorre um lapso de tempo onde o espírito ou alma, permanece em outras dimensões ou campos. Estando isto mais claro, podemos então tratar sobre as energias primais ou atávicas, que se agregaram a tudo e a todos desde os primórdios da existência de cada estrutura, de cada elemento e de cada ser no planeta equivocadamente chamado Terra.

É importante frisarmos que tudo o que existe no planeta, tem uma essência divina e primordial e não só os seres, como alguns querem fazer crer. Um animal, um pássaro, um anfíbio, uma planta, uma árvore, cada um destes elementos tem sua essência divina. Se há desconhecimento de causa a este respeito, cumpre então a nós que sabemos a este respeito, transmitir tais informações para que as mesmas sejam levadas a toda uma sociedade, para o seu benefício. Pois tal conhecimento, traz mais consciência e mais harmonia para cada ser e para o ambiente que o rodeia. Há ainda um outro lado que todavia deve ser trazido à tona e esclarecido, pois pode ajudar muitos praticantes a não só compreenderem os efeitos e benefícios das suas práticas, e também trazer-lhes mais leveza, mais refinamento e espiritualidade. Trata-se da questão das energias que envolve cada ser, e que tanto podem trazer benefícios, quando bem equilibradas, quanto distúrbios para a saúde física e sutil, quando desequilibradas. Entre estas energias podemos citar a energia elétrica, a estática, a magnética, a eletroestática, a eletromagnética, a telúrica, a solar, a lunar, a estelar, a tamásica, a rajásica e a sativica entre outras. O ideal é que o praticante do Hatha Yóga clássico ou mesmo o leigo, conheça estas energias ainda que basicamente e possa compreender o que as mesmas podem gerar, seja no organismo das pessoas inferindo diretamente na saúde de forma positiva ou negativa, seja em ambientes, inferindo nos mesmos de forma positiva ou negativa. Uma referência importante a este respeito é que um dos exames para se detectalas é a Termografia, que tanto pode ser realizada por um termógrafo pessoal, que é um aparelho que mede as energias das pessoas, quanto pode ser realizada por um termógrafo industrial, que é um aparelho que mede as energias dentro de uma empresa, de um ambiente de trabalho, de um ambiente muito grande, realizando uma anamnese precisa e segura e dando um diagnóstico específico, como qualquer outro exame laboratorial.

Contudo, o que vamos expor aqui, vai um pouco além. A ideia central neste artigo é mostrarmos algumas outras situações envolvendo os campos de energias, que tanto podem criar Egregoras - ou dimensões benéficas, harmoniosas, saudáveis, benfazejas, positivas - ou podem criar Miasmas - ou dimensões maléficas, desarmoniosas, doentias, negativas - cuja falta de informação muitas vezes, pode fazer uma grande diferença no cotidiano das pessoas. A este respeito, as Egregoras criam sempre equilíbrio sob todos os aspectos e formas, e os Miasmas, criam sempre desequilíbrio sob todos os aspectos e formas. Por exemplo, em muitas ocasiões quando uma pessoa entra em um ambiente com uma Egregora, a mesma imediatamente sente-se bem, sente-se leve, feliz, harmoniosa. Por outro lado, quando uma pessoa entra em um ambiente com um Miasma, a mesma imediatamente sente-se mal, pesada, infeliz, triste e estranha. Então, o conhecimento sobre os campos ou planos sutis de diferentes energias é algo da mais profunda importância, pois este conhecimento pode mudar ou transformar a vida de uma ou de muitas pessoas. Mais alguns exemplos práticos para ilustrar diferentes situações. Alguém, vai à casa de um bebe recém-nascido e no local, as pessoas estão alegres, felizes, exultantes e comemorando. Neste ambiente forma-se uma Egregora, que pode durar por longo tempo se tal clima for mantido. Outro alguém, vai a uma ala de hospital onde há muito sofrimento, muita dor, muita tristeza. Neste ambiente forma-se um Miasma, que pode durar por longo tempo se tal clima for mantido. Com estes exemplos, fica mais fácil uma compreensão sobre o poder das energias sobre as pessoas, sobre os ambientes. Vamos dar mais um exemplo ainda, há locais em que as flores nos vasos, murcham e morrem rapidamente, demonstrando a existência de Miasma no mesmo. Há outros locais em que as flores nos vasos, florescem constantemente e sem mantem vivas e muito coloridas, demonstrando a existência de Egregora no mesmo. Comece a observar tudo isto com atenção, pois tais campos ou planos ou até bolsões de diferentes tipos de energias, podem fazer muita diferença no dia-a-dia tanto em uma residência, quanto em um ambiente de trabalho.

- O que é possível fazer para mudar as energias dos ambientes.

É evidente que se as energias de um ambiente forem boas, positivas, leves e harmoniosas, criando uma Egregora, não é necessário fazer nada para muda-las. Pois as mesmas já são boas por sua própria natureza e traz benefícios tanto para as pessoas, como para os animais, plantas e - também - para os objetos ali existentes. Contudo, se as energias de um ambiente forem ruins, negativas, pesadas e densas, é importante tomar-se algumas medidas - rápidas - para mudar-se as mesmas. Por exemplo, se for um ambiente residencial ou - em certos casos - até profissional, abrir todas as janelas e portas do local e deixar entrar muito ar e até mesmo vento e sol. Além disto - se houver uma possibilidade - também além dessas medidas, pode-se lavar as paredes e o piso do ambiente com vinagre escuro, o mais forte de todos. Pois o vinagre tem a capacidade de eliminar energias pesadas. Um outro elemento que tem propriedades de limpeza e de absorção de energias ruins é o carvão vegetal, que pode ser colocado embaixo de móveis, dentro de gavetas, dentro de ambientes em geral e retirado depois de alguns dias. A disposição dos objetos também deve ser mudada de lugar, e da mesma forma pisos de forração muito antigos, ou tapetes velhos devem ser dispostos para reciclagem pública. Roupas em más condições devem ser dispostas para reciclagem. Móveis deteriorados devem ser dispostos para reciclagem pública. Paredes com umidades ou bolores, devem ser recicladas e renovadas. Portas e janelas em má condição, devem, se possível, ser trocadas, da mesma forma que vasos sanitários, pias, lavabos e outros objetos de uso comum. Os móveis em madeira, devem ser totalmente esvaziados e limpos com óleo apropriado ou com outros elementos de limpeza. Papéis velhos, quinquilharias, bugigangas e coisas desnecessárias, devem ser dispostas para reciclagem. Uma pintura de cor leve e agradável, também interfere no ambiente. Se possível, até mesmo a troca de um piso muito antigo e deteriorado é necessário e importante. São coisas simples e fáceis, e que - em boa parte - estão ao alcance de qualquer pessoa, no sentido de transmutar as energias ruins, negativas - quando for o caso - dos ambientes. Pois tais energias, trazem doenças, cansaços, irritações, insônias, medos desnecessários, inseguranças. E por incrível que pareça não vemos nada disto escrito em lugar nenhum. Mas este é um conhecimento ancestral e genuíno possuído por todos os legítimos conhecedores do Hatha Yóga clássico e tradicional. E por ser um conhecimento tácito, é muito importante trazê-lo para a sociedade, para que não só os/as praticantes possam beneficiar-se do mesmo, mas a coletividade em geral. Pois há atitudes muito simples, que podem fazer toda uma grande e benéfica diferença, se houver a disseminação das informações adequadas. E este é o princípio que norteia este capítulo IV.

Namaste

 

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto colaboração de Claudio Duarte - Doutor em Yóga, Delhi/Índia - Fundador da Universidade Aberta de Yóga - Unesco member / PACY member – (11) 3288-8860 - Setembro 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo