Corpo e Mente
Rapidinhas
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
As vantagens de se tornar vegetariano

As vantagens de se tornar vegetariano

Especialista esclarece as sete principais dúvidas para quem pensa em parar de consumir carne

Apesar do número de aderentes ao vegetarianismo crescer a cada dia, ainda existem muitas dúvidas e incertezas sobre os verdadeiros benefícios que essa dieta traz para seus adeptos.

Para Cristina Ferreira, gerente industrial da Superbom, o mais importante quando o assunto é vegetarianismo é se informar cada vez mais sobre o tema. “Quanto maior for o entendimento da pessoa sobre a procedência do que consome, das necessidades do próprio corpo e da composição de uma dieta equilibrada, mais certeza ela terá de que está no caminho certo quanto aos seus hábitos alimentares”.

Abaixo, a gerente industrial destaca as sete principais dúvidas para quem pensa em se tornar vegetariano:

1 – A dieta vegetariana reduz a pressão arterial? Uma revisão científica recente, baseada em sete estudos clínicos e 32 outras pesquisas publicadas entre 1900 e 2013, mostrou que pessoas que não comem carne têm pressão arterial mais baixa em comparação com as pessoas que comem carne. Segundo a pesquisa, publicada em 2014 no JAMA Internal Medicine, revista da Associação Médica Americana, as dietas vegetarianas também podem ser usadas para reduzir a pressão arterial entre pessoas que precisam da intervenção.

2 - O vegetariano pode sofrer com a falta de nutrientes, como o ferro, o cálcio e a vitamina B12? Quem opta por essa prática alimentar, deve acompanhar constantemente os níveis desses nutrientes no organismo. “Caso percebam alguma alteração, devem buscar orientação médica para que seja ministrada uma correta suplementação, principalmente, no caso da Vitamina B12. Esse acompanhamento é muito importante para dietas estritas vegetarianas ou veganas. Para dietas ovo-lacto vegetarianas, esses nutrientes podem ser facilmente encontrados em derivados do leite e ovos”, explica Cristina.

3 - Não consumir carne é uma atitude sustentável? A produção de carne afeta o equilíbrio do planeta, pelos altos índices de desmatamento para pastagens para o rebanho bovino em regiões não recomendadas, como a Floresta Amazônica. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), é gasto 16 vezes mais água para produzir uma libra (o equivalente a 0,453 kg) de proteína de carne animal se comparada à proteína vegetal.

4 - A comida vegetariana ainda não é priorizada como a comida com carne? Em muitos ambientes, como festas jantares de famílias e outros eventos sociais, o vegetariano deixa de se alimentar, pois todos os alimentos (ou boa parte) são feitos à base de carne animal. Apesar do mercado já ter se atentado às demandas dos vegetarianos, a prática social ainda privilegia a carne animal e acredita que seu consumo é universal.

5 – Quem não consome carne animal tem menos risco de doenças crônicas? Segundo os cientistas, os adeptos de uma dieta sem carne seriam menos propensos a morrer de doenças crônicas de forma geral. Um estudo da Loma Linda University na Califórnia, EUA, com mais de 70.000 participantes, sugeriu, por exemplo, que os vegetarianos vivem mais tempo que os consumidores de carne. Os pesquisadores monitoraram os participantes por um período de seis anos, durante o qual ocorreram 2.570 mortes. Na totalidade dos vegetarianos, a mortalidade por todas as causas foi 12% inferior, quando comparada com os não-vegetarianos.

6 - No caso de crianças que aderem ao vegetarianismo, é necessário elaborar uma dieta bem planejada com um acompanhamento nutricional rigoroso para que elas não tenham o desenvolvimento comprometido? Segundo a gerente industrial da Superbom, a reposição constante de vitamina B12 e o consumo de grandes quantidades de verduras, legumes, frutas e grãos são essenciais. “Em geral, elas são mais magras que as crianças que se alimentam com proteínas animais, mas existem casos de crianças vegetarianas que tiveram comprometimento neurológico por não terem uma dieta adequada”, esclarece. Portanto, a recomendação aos pais é que procurem o auxílio de médicos e/ou nutricionistas, para que possam orientar corretamente as dietas das crianças vegetarianas e veganas, montando um cardápio equilibrado de acordo com a idade e o estilo de vida da criança ou adolescente.

7 - Os vegetarianos tendem a viver mais? Um estudo feito pela Loma Linda Universit (EUA), com 70 mil voluntários da Igreja Adventista do Sétimo Dia, aponta que os vegetarianos têm um risco 12% menor de vir a óbito.

 Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150

Autoria

Texto de Dezoito Comunicação - Fonte: Cristina Ferreira - gerente industrial da Indústria Alimentícia Superbom - www.superbom.com.br - Novembro 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo