Corpo e Mente
Entrevista exclusiva com Orivaldo Scaldelai, diretor e pesquisador da Biopendular

Entrevista exclusiva com Orivaldo Scaldelai, diretor e pesquisador da Biopendular

Jornal O Legado – Conte-nos um pouco sobre quem é Orivaldo Scaldelai. 

Orivaldo Scaldelai - Estou há mais de 20 anos buscando conhecer tudo que é possível sobre energias. Vim de formação em telecomunicações, e isso facilitou minhas pesquisas, tanto que desenvolvo meus trabalhos sempre fundamentados em leis específicas relativas a radiestesia, ondas de formas e campos magnéticos.

Jornal O Legado – E a sua empresa Biopendular, o que ela faz?

Orivaldo Scaldelai – A Biopendular é a face de contato com o mercado, com vendas de produtos desenvolvidos por nós, promove cursos principalmente em São Paulo, ou fora, em parcerias com outros espaços. Atendimentos e consultas pessoais somente na nossa sede em São Carlos - SP.

Jornal O Legado – Fale-nos tecnicamente sobre esses equipamentos que você produz na Biopendular.

Orivaldo Scaldelai - Todos equipamentos desenvolvidos pela Biopendular estão fundamentados Ae produzidos dentro de leis específicas que tratam a radiestesia, radiônica, energias de ondas de formas e sensíveis campos magnéticos, sendo a radiestesia a grande ferramenta para pesquisas. Através da radiestesia é que se permite observar e quantificar energias e suas aplicações, sempre observando testes e reações.

Jornal O Legado – Especificamente o Transmutador Quântico Radiônico, como se aplica ele na área da saúde? Qualquer pessoa pode utilizar um aparelho desse?

Orivaldo Scaldelai - O TQR - Transmutador Quântico Radiônico é um instrumento que atua sobre os comandos psíquicos das pessoas. Todas ações psíquicas provêm de um comando que tem origem em um arquétipo. Por exemplo: o medo e a coragem vêm de um arquétipo cujas polaridades tem um aspecto saudável - a coragem - e outro nocivo - o medo -. O TQR faz exatamente a inversão de neutralizar o aspecto negativo e impor o aspecto positivo. Para isso tem princípios da ciência quântica com usos de cristais. Qualquer pessoa pode fazer uso do TQR, mesmo porque ele é fornecido com um manual de aplicações.

Jornal O Legado – E o Transmutador Químico, qual seu papel na área da saúde?

Orivaldo Scaldelai - O TQ - Transmutador Químico executa uma tarefa muito importante para a saúde, a de eliminar toxinas em todas suas variações nos alimentos em geral, industrializados ou naturais como hortifrútis. Remove dos alimentos químicos conservantes ou agrotóxicos. Tudo iniciou com pesquisas em cigarros, eliminando totalmente as toxinas.

Jornal O Legado – Conte-nos um pouco da pesquisa da USP com o Transmutador Químico e qual foi a reação dos pesquisadores ao final dos testes.

Orivaldo Scaldelai - Conseguimos colocar algumas amostras de cigarros, três maços lacrados, para submeter a pesquisa de toxidades no Instituto de Química da USP - Laboratório de Química Ambiental de São Carlos, o método Cromatografia - EPA- 8270d. Diante das respostas dos cigarros tratados com toxinas ZERO, houve um espanto por parte da pesquisadora responsável, diante do resultado, que logo questionou: “O que vocês fizeram?”

Jornal O Legado – E com relação ao seu equipamento denominado IEM - Irradiador de Espectros Magnéticos, o que podemos saber dele?

Orivaldo Scaldelai - O IEM - Irradiador de Espectros Magnéticos - tem a função de irradiar para um objetivo, pessoa em tratamento, um espectro selecionado por um cursor para tal. O IEM emite o espectro selecionado tanto conectado diretamente à pessoa ou órgão como também a distância com o uso de um testemunho. O IEM disponibiliza nove espectros para tratamentos, seguindo a ordem da base piramidal.

Jornal O Legado – Na sua opinião, a radiestesia é uma atividade que caminha para um consumismo mais abrangente? Muitas pessoas ainda desconhecem suas aplicações.

Orivaldo Scaldelai - Ainda há uma descrença e desconfiança tanto da radiestesia como da radiônica. Isso se deve a pessoas que praticam radiestesia sem qualquer embasamento técnico, misturam a radiestesia clássica, científica, com aspectos místicos sem qualquer domínio sobre uma coisa e outra. Isso denigre a radiestesia, levando prejuízos a todos. Ainda assim, acredito que a radiestesia está ganhando espaço porque a medicina ortodoxa está a cada dia mais cara, pouco eficaz e em descrédito devido ao mercantilismo.

Jornal O Legado – Na sua opinião, a energia está nas causas maléficas?

Orivaldo Scaldelai - Tudo, absolutamente tudo, é energia. A energia também é polarizada de acordo com suas vibrações. A causa de tudo pode ser diagnosticada pesquisando energias em suas variedades e frequências. A radiestesia utilizando bem as referências técnicas, pode demonstrar onde os males se instalam e a partir do ponto encontrado remover núcleos nocivos e ocupar o mesmo espaço com energias de vibrações elevadas, aí está uma forma sustentável de cura.

Jornal O Legado – Em que se baseiam os instrumentos que executam as tarefas de curas a distância?

Orivaldo Scaldelai – Todos os instrumentos que enviam energias de curas a distância são emissores de ondas portadoras. As ondas conduzem vibrações, espectro ou ambos, com objetivos escolhidos. Esses instrumentos normalmente não se alimentam de energia elétrica ou assemelhada, vibram uma energia conforme sua forma e massa e atingem a um local de acordo com a forma geométrica ali existente, e no caso de alguns instrumentos da Biopendular, somam energias da forma com campos magnéticos, produzindo um efeito com mais intensidade que gráficos comuns.

Jornal O Legado – Para encerrarmos nossa entrevista, o que você gostaria de falar em especial aos nossos leitores?

Orivaldo Scaldelai - Normalmente os leitores do Jornal O Legado já têm uma consciência de radiestesia, radiônica e magnetismo, como é o nosso caso aqui. Seria interessante que eles, leitores, observassem com detalhes a ciência da radiestesia, radiônica e assemelhados nos dias atuais. Há alterações vibracionais no Planeta Terra e consequentemente em todos seres viventes do planeta, isso exige mais da radiestesia e radiônica em termos de pesquisas e emanações de energias. Há muitos gráficos concebidos em épocas que o planeta estava inserido dentro de uma certa vibração para o momento de sua concepção, hoje tudo está alterado e certas emanações antigas perderam forças.

 

Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de: Jornal O Legado - Novembro 2015

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo