Corpo e Mente
“Filmes de amor”, iluminam a alma, e aquecem o coração

“Filmes de amor”, iluminam a alma, e aquecem o coração



Em uma única tarde, em São Paulo, resolvi assistir dois filmes, em ambos, o tema era uma historia de amor, com suas dores, mágoas, enganos, encantos e seduções. Quando ambos terminaram, refleti bastante sobre a importância de “ressuscitar, de vez em quando” todos estes sentimentos, sentindo o quanto são reais, e o quanto podem nos ajudar a viver melhor, compreender o mundo, entender, e quem sabe, resolver a “carência afetiva”.

O nome dos filmes: “Brooklim” (talvez, ainda em cartaz em alguns shoppings, ou em canais especializados da TV) e “Suíte Francesa”, que estava apenas no cinema que fui –Reserva Cultural– e aliás, é o melhor dos dois, embora um pouco triste “demais”. Você encontra em DVD, se quiser. Não é o filme ideal, se você quer se distrair, sem nenhum tipo de tristeza, nem mesmo cinematográfica.

Nos dois filmes, os conflitos podem nos trazer outras análises, que vão além dos jogos de conquista amorosa, ciúmes, jogos de sedução de todos os tipos. Por exemplo, é possível analisar o “Brooklim”, as nossas dificuldades em algumas decisões, e as escolhas que fizemos ao longo da vida, nem sempre, as mais acertadas, algumas nos trouxeram tristezas e arrependimentos...

O outro “Suíte Francesa” que acontece no início da década de 40, em plena segunda guerra mundial, pode provocar muitas análises, e sentimentos profundos. O Romantismo é intenso neste filme, misturado ao drama da guerra. Por causa deste romantismo, algumas pessoas não gostam tanto. Talvez preferissem um outro final. Eu mesma, confesso que preferia, mas não vou escrever mais sobre isto, para não contar o filme.

A alma, no entanto, se ilumina com este tipo de filme. Conseguimos sentir o quanto o amor é um sentimento que jamais sai da moda, apesar de todo o caos moral em que vivemos, e que certamente nada tem a ver com o verdadeiro amor. Mas, o romantismo que envolve sentimentos autênticos, nunca deixará de existir. Refletimos então, na importância dele para nos ajudar a enfrentar situações difíceis, angustias e dores. Quando então conseguimos perceber melhor, os aspectos mais belos e encantadores da vida aqui na Terra. E enfrentar (superar) até mesmo, o ódio e o preconceito, a crueldade das guerras, com esta entre alemães e franceses, que o filme relata bem. Ela aconteceu num longo período da segunda grande guerra, que tantos males causou a humanidade.

Por outro lado, o coração se aquece, lembranças vão e vem, enquanto você assiste o filme, ou depois que já saiu e está tomando um café, na lanchonete do cinema. Podem ser lembranças que você prefere não trazer à tona, tentando fugir de sentimentos que um dia o fizeram tão feliz. Pode ser importante lembrar deles agora, no meio de tantas crises, de toda esta insegurança, toda esta indignação que nos invade nesta época difícil do nosso país.

De uma maneira ou de outra, fugir, escapar dos nossos problemas pessoais, indo em busca de um bom filme, de amor, principalmente, é algo realmente recomendável. Uma autêntica terapia, uma verdadeira viagem para longe da insegurança, dos problemas pessoais em todos os níveis, e principalmente... da solidão.

Fica aqui o meu conselho, vale a pena assistir estes filmes, ou algum outro que ajude a pensar, analisar, sentir, recordar. E principalmente, que nos ajude a sonhar, sem os exageros da adolescência, mas também sem o desanimo e talvez a amargura da idade mais avançada. A estes sentimentos realmente não podemos nos entregar. Para mim, posso garantir, foi realmente maravilhosa a entrega e o envolvimento naqueles filmes, e nas suas histórias “de amor”.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de Juliana Bueno - Jornalista e escritora espiritualista. Seus mais recentes livros, “Dores Ocultas” e “Passageiros da Nave Terra”, podem ser encontrados nas livrarias de sua cidade - Março 2016

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo