Corpo e Mente
Tui Na - Massoterapia Chinesa - parte 2

Tui Na - Massoterapia Chinesa - parte 2



zhòng guó tui ná



O Tui Na, Massoterapia Chinesa, como um importante ramo da Medicina Chinesa deve ser estudado e compreendido em sua amplitude para que o máximo de efeitos possam ser alcançados. As bases teóricas para a boa prática do Tui Na são as mesmas da Medicina Chinesa e devem ser conhecidas em profundidade pelos praticantes. Desta forma, é possível entender melhor como que os efeitos terapêuticos podem ser alcançados.

Como mencionado na edição anterior, o bom profissional da Massoterapia Chinesa deve conhecer os meios pelos quais ela produz seus efeitos terapêuticos, e nesta edição apresento mais um dentre os principais mecanismos de ação do Tui Na.

Regulagem das funções dos Canais e Colaterais (Jing Luo), Qi e Sangue (Xue), Órgãos e Vísceras (Zang Fu)

Os Canais e Colaterais (Jing Luo) apresentam características próprias e funções específicas. Eles desempenham um papel importante no relacionamento entre os Órgãos e as Vísceras (Zang Fu), e o exterior do corpo. Dentre as principais funções dos Canais e Colaterais (Jing Luo), passemos a analisar e conhecer aquelas mais relevantes para a prática do Tui Na.

O transporte de Qi e Sangue (Xue) vêm a ser uma das principais funções dos Canais e Colaterais (Jing Luo) e é graças a esta função que estes recebem os nomes de canais. Este transporte obedece aos princípios das polaridades de Yin e Yang, do movimento de subida e de descida.

Esta é a função pela qual o Qi e o Sangue (Xue) podem chegar a todas as estruturas do corpo, atingindo todas as células, permitindo a nutrição, defesa e harmonização energética de todos os tecidos, incluindo, logicamente os Órgãos e Vísceras (Zang Fu).

Os Canais e Colaterais (Jing Luo) promovem uma integração entre os diversos aspectos do Yin e Yang pelo corpo, função esta que permite a vida e a saúde, já que para os conceitos da Medicina Chinesa, a vida é uma eterna troca entre o Yin e o Yang sendo que para uma vida saudável estes princípios devem estar em equilíbrio dinâmico.

Os Canais realizam a ligação entre o alto e o baixo, a esquerda e a direita, respectivamente o Yang e o Yin. Esta função explica a ligação dos pares de Canais de naturezas opostas, Yin e Yang, realizando as ligações entre o interior e o exterior além das ligações entre os Órgãos e Vísceras (Zang Fu).

Eles são a principal via de acesso ao corpo para aqueles que se utilizam do Tui Na como método de tratamento para as doenças. Através dos diversos pontos de acupuntura espalhados pelos Canais é possível atingir o Qi que circula pelo corpo sendo possível, através de manipulações específicas, tonificar uma deficiência ou dispersar uma plenitude ou estagnação.

Como via de tratamento, uma vez estimulado, o Canal ou Colateral (Jing Luo) levará este estímulo para o local onde o Qi se faz necessário, seja para eliminar uma estagnação, tonificar uma deficiência, dispersar uma plenitude ou outros efeitos planejados pelo praticante de Tui Na, sempre visando o caso concreto do paciente no momento do tratamento.

O Qi referido aqui deve ser entendido segundo dois aspectos, um sendo como uma refinada substância que fortifica e estrutura o corpo humano mantendo suas atividades vitais, o outro sendo como as funções fisiológicas dos Órgãos e Vísceras (Zang Fu) e dos Canais e Colaterais (Jing Luo). Além disso o Qi em si possui como principais funções a promoção do metabolismo e dos processos de transformação no corpo, a consolidação de todas as substâncias corpóreas e dos Órgãos e Vísceras (Zang Fu) e o aquecimento de todo o corpo.

O Sangue (Xue) na concepção da Medicina Chinesa não é apenas o sangue conforme conhecemos na Medicina Ocidental, mas sim uma substância vermelha cheia de Qi, que circula por todo o corpo. Nutrindo todas as suas partes, tendo como fonte principal os alimentos transformados à partir das funções do Baço (Pi). Caso a circulação do Sangue (Xue) esteja bloqueada em algum determinado local do corpo, um ou mais Órgãos e Vísceras (Zang Fu), tecidos, articulações, não receberam nutrição adequada, o que posteriormente resultará em desequilíbrio, estagnação e consequente perda de suas funções normais.

As manipulações do Tui Na atuam basicamente de duas formas distintas através dos Canais e Colaterais (Jing Luo) para que os tratamentos em todo o corpo possam ser efetivos. Em primeiro lugar os efeitos locais destas manipulações têm a capacidade de produzir efeitos curativos diretos nas patologias dos próprios Canais e Colaterais (Jing Luo), e em segundo lugar os estímulos gerados pelas manipulações acabam por trazer a tona as mais diversas funções especiais que os pontos de acupuntura podem produzir e conduzir para todo o corpo através do sistema de Canais e Colaterais (Jing Luo), fazendo com que os efeitos terapêuticos do Tui Na possam atingir os Órgãos e Vísceras (Zang Fu) correspondentes e ainda todos os demais tecidos como cérebro, medula, e assim por diante, melhorando ou recuperando as suas funções fisiológicas normais.

Diversos são os exemplos que poderiam ser dados para demonstrar estes dois aspectos básicos das manipulações do Tui Na através dos Canais e Colaterais (Jing Luo). Como exemplo da ação local e direta temos um caso de dor que envolve uma situação de Estagnação de Sangue (Xue) em determinada região do corpo após um trauma sobre este local, ou ainda uma situação de entorpecimento graças a invasão de Frio e determinado Canal ou Colateral (Jing Luo) do corpo. E como exemplo da ação à distância através dos Canais e Colaterais (Jing Luo), pode considerar o caso, cientificamente comprovado através de diversos artigos publicados em diferentes países do mundo, do An Fa (pressão) sobre o ponto de acupuntura PC6 (Neiguan) para o tratamento e até mesmo prevenção de náuseas e vômitos em pacientes pós-operatórios ou que estejam recebendo tratamento de quimioterapia, ou ainda estímulos ao longo dos Canais Principais (Jing Mai) do Baço (Pi) e do Estômago (Wei) para a promoção das transformações e consequentes formações do Qi e do Sangue (Xue) para todo o corpo.


Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto e fotos colaboração de *Dr. Reginaldo de Carvalho - Silva Filho - Diretor Geral da Escola - Brasileira de Medicina Chinesa - Professor Associado da Federação Mundial de Medicina Chinesa (WFCMS) - www.ebramec.com.br - Abril 2016

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo