Corpo e Mente
Cosmologia Chinesa, Ferramentas de Estudo e Reflexão de Si

Cosmologia Chinesa, Ferramentas de Estudo e Reflexão de Si



Nos artigos de fevereiro a maio de 2016 (Feng Shui Tradicional, Cosmologia Chinesa e o Homem em Transformação) procurou-se apresentar uma condicionante a respeito de uma mudança estrutural que possivelmente o planeta Terra esteja passando, e como as dinâmicas energético-espirituais também estão sendo modificadas, necessitando, por conseguinte, de uma revisão profunda enquanto conceito e aplicação. Foi discutido como o Feng Shui, no geral (e sobretudo a vertente tradicional) está num momento de transição, sendo que a sua teoria (incluindo as bases referenciais e fundamentos analíticos) deveria ser revista e deslocada para um outro ponto de vista, a de uma proposta linear de resolução ou alívio de problemas para um canal de reflexão e aprofundamento ético-consciencial do ser humano.

Nesse sentido, no respectivo escrito serão destacados os possíveis canais de autoconhecimento oriundas das Escolas de Cosmologia Chinesa conhecidas, que podem ser vistas de maneira independente ou também complementares às pesquisas do Feng Shui Clássico, sobretudo na dinâmica dos Novos Tempos. Nesse ponto, entra o estudo de outras metodologias, que não terá a função de otimizar algo que o tal Feng Shui não conseguiu, mas sim para facilitar o entendimento do momento individual, possibilitando esclarecimento e talvez, abertura perceptiva para escolhas futuras mais sábias. Iniciando pela sabedoria chinesa, acredita-se que a harmonia de vida, além do Kan Yu propriamente dito, está baseada em 4 áreas de influência:

- Ming / Destino: situações que a pessoa atrai para gerar potencial de aprendizado (iniciado pelo momento histórico, características genéticas, estrutura familiar e social, etc.). É representado / estabelecido pelo “marco” do nascimento e não pode ser mudado;

- Yun / Sorte: representa o potencial de lucidez e sabedoria que faz com que vivenciemos as situações de maneira harmoniosa ou desafiadora. Costuma ser sentida de maneira cíclica, podendo ser observada e averiguada antecipadamente, de acordo com os estudos das fases pessoais;

- Dao De / Virtude e Índole: potencial de sabedoria intrínseca que o indivíduo “expressa” no seu cotidiano e nas ações no mundo. Diálogo interior entre a ética e a moral pessoal;

- Dou Shu / Educação e Esforço: caminho de vida e metas pessoais. Referente ao trabalho necessário para se chegar ao equilíbrio dinâmico e maduro, à abundância;

Sobre a Cosmologia Chinesa

Astrologia significa “doutrina, estudo, arte ou prática, cujo objetivo é decifrar a influência dos astros no curso dos acontecimentos terrestres e na vida das pessoas (...)” (Dicionário Antônio Houaiss). É interessante observar que semanticamente, o termo não condiz com o método chinês de análise, já que este se relacionava, originalmente, com os ciclos cósmicos baseados na teoria do Wu Xing e não nos planetas propriamente ditos (o sincretismo foi realizado posteriormente). Assim, o uso de uma palavra mais ampla, como Cosmologia, para designar um sistema tão peculiar, seria o mais coerente, mesmo não sendo o mais preciso. Frisa-se que o sentido “cosmológico” abrange também as mais variadas tradições e escolas na China que de alguma maneira atuam com os estudos simbólico-celestiais. Essa designação, mesmo aberta, é utilizada pelo autor para manter uma mínima coesão conceitual do que é ou não chinês, enquanto técnica, sabedoria e aplicação. Algumas abordagens:

Luo Shu Xue (Estudos de Quadrado Mágico) -

Características Gerais:


- Compreender as tendências psicoemocionais, bem como as possibilidades de crescimento criativo;
- Entender melhor as tendências do ano e os aspectos conscienciais envolvidos;
- Destina-se aos que desejam ter uma visão global da personalidade e ao mesmo buscam inspirações e dicas sobre os potenciais existenciais ou do momento atual, sendo estes coligados ou não com as técnicas de Feng Shui Tradicional (Estrelas Voadoras, 8 Palácios, etc.);

Principais sistemas:

• Jiu Gong Ming Li (Astrologia das 9 Constelações): baseia-se no estudo dos 9 Palácios do Quadrado Mágico. Desenvolve-se a partir de uma antiguíssima lenda, que fala sobre a manifestação da energia Qi Universal pelo filtro (ou espelho) das Estrelas Vega (representando uma das extremidades do espectro – Yin) e Polar (representando a extremidade ativa – Yang) e entre elas, a movimentação da Constelação Ursa Maior (Bei Dou), que aponta para uma direção diferente a cada estação;

• Yue Shu Ming Li (Numerologia Chinesa): tradição popular que utiliza o calendário lunar para análise pessoal. Estuda as tendências psicoemocionais, levando em conta a composição numérica do Luo Shu;

Ba Zi Xue (Estudos dos 8 Caracteres / 4 Pilares do Destino) - Características Gerais:

- Adquirir conhecimento aprofundado da estrutura energético-arquetípica do indivíduo, dos Elementos em falta e excesso, e entender o que isso pode acarretar em termos de equilíbrio ou desequilíbrio pessoal;

- Estudo dos momentos energéticos propícios e desafiadores, e indicações de reequilíbrio energético pontual e global;

- Voltados aos que procuram entender não somente as tendências psicoemocionais, mas também compreender como o Qi flui nos mais variados aspectos da vida. Geralmente relacionado com os estudos mais aprofundados da pessoa, seja ela coligada à temática dos estudos de Feng Shui, da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) ou até mesmo de aspectos sensíveis (padrões comportamentais que se conectam com as fundamentações energético-espirituais) e de autoconhecimento;

Principais sistemas:

• Ming Shu Ba Zi (12 Animais Arquetípicos): tradição popular que estuda o simbolismo dos animais do zodíaco chinês e suas interações através das relações entre o Ano / Mês / Dia / Hora da pessoa. A montagem do mapa é similar ao Zi Ping Ba Zi / 4 Pilares do Destino e em sua maioria feita com o calendário solar; uma simplificação desse método, levando-se em conta somente o ano de nascimento e usando o calendário lunar, costuma ser veiculado no ocidente (em livros e revistas) como a verdadeira astrologia chinesa, o que é um equívoco conceitual;

• Zi Ping Ba Zi (4 Pilares do Destino): provavelmente desenvolvido na Dinastia Tang (618–906 d.C.), baseia-se nas relações entre os Troncos Celestiais e os Ramos Terrestres. Os símbolos obtidos permitem estudar com profundidade as relações intra e interpessoais, avaliando as parcelas dos elementos faltantes e dominantes, entre outros, bem como estabelecer um calendário de tendências energéticas (Pilares da Sorte). É um dos sistemas mais aprofundados e dinâmicos da Metafísica Chinesa, e ferramenta fundamental de averiguação pessoal aplicado ao Feng Shui, nos Novos Tempos;

Zi Wei Dou Shu (Astrologia Polar) - Características Gerais:

- Sem dúvida, é um dos mais complexos sistemas astrológicos chineses, em que se estudam as transições de várias estrelas simbólicas, com atuação em 12 casas e 12 zonas de influência. É obtido um quadro detalhado da vida e como as conjeturas estruturais e complexas influenciam os momentos energéticos pessoais, entendendo o que existe por trás do que se denomina como “Sorte”;

- Compreender que os fatos, bons ou difíceis, não são aleatórios, e que podem ser avaliados de maneira mais equânime e menos predestinados;

- Utilizar os estudos probabilísticos dos possíveis eventos ocorridos num período, ano ou mês específico para se observar os padrões de repetição e interfaces de sabedoria potenciais;

- Voltado aos que desejam compreender, de uma maneira prática e factual, os eventos que exaltam as mais profundas vivências dharmico-kármicas do atual momento pessoal ou da vida como um todo;

Dong Gong (Estudos de Datas Propícias)

Dong Gong inicialmente se referia a uma metodologia específica do Mestre Dong. Entretanto, nos dias atuais, pode-se considerar como sendo um conglomerado de técnicas variadas voltadas para a escolha de datas e momentos especiais. Comumente usado para consagrações e limpezas energéticas no Feng Shui, bem como para uso pessoal (casamentos, viagens, mudanças, inaugurações, contratos, etc.). Alguns métodos são baseados nas escolas descritas nas páginas anteriores, além de técnicas mais específicas para cada finalidade, tais como:

• Jian Shu (Dias de “Cortar Roupa”): sistema com 12 Deuses Simbólicos baseados nos estudos do movimento solar, e nas consequentes repercussões das energias terrestres;

• Jie Qi (24 Quinzenas Solares): técnica muito importante – costuma utilizar a Luo Pan para compatibilizar a Face Energética da construção com os melhores momentos energéticos globais;

• 28 Xius (Mansões Lunares): um dos sistemas mais antigos. Estuda a eclíptica lunar ao redor da Terra, e as suas relações com os planetas do sistema solar. Devido a sua praticidade, torna-se uma ferramenta muito útil, principalmente se aliado ao enfoque do Feng Shui;

• Qi Men Dun Jia (Portão Celestial do Exército Místico): utilizado para abrir determinadas probabilidades de acordo com a ação rápida em momentos específicos, podendo se levar em conta até os minutos. Outros métodos ainda mais antigos que, segundo alguns pesquisadores, originaram o sistema Dun Jia seriam, respectivamente, o Da Liu Ren e o Ta Yi;

• Xuan Kong Da Gua (Grande Portal): complementar ao estudo dos próprios hexagramas e suas variações, possibilita, através das relações entre o ano, o mês, o dia e a hora de nascimento, a obtenção de padrões que podem ser utilizados para amenizar tendências e otimizar ações;

Assim, conclui-se que, a despeito dos rasos (e abreviados) parâmetros comumente encontrados sobre a astrologia oriental, as técnicas de avaliação originais são um universo a parte, com complexidades próprias e dicotomias, muito além do que ocidentalmente se conhece como os simples 12 animais do zodíaco chinês e suas personalidades.

Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui

 Você já leu a edição deste mês do Jornal O Legado? Clique aqui para ler

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de Marcos Murakami - Diretor do Instituto Eternal Qi - Centro de Ensino e Pesquisa - Ministrante de cursos de Feng Shui - (11) 2959-2668 / 98148-4816 - falecom@institutoeq.com.br - Jornal O Legado - Junho 2016

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo