Corpo e Mente
Psicóloga alerta sobre benefícios e riscos do Pokémon Go

Psicóloga alerta sobre benefícios e riscos do Pokémon Go

 

“Caça” e “caçadores”: eles estão por toda parte. Ao invés de assustar, os “monstrinhos de bolso” (pocket monsters ou, como são conhecidos, Pokémons) divertem milhões de pessoas em todo o mundo desde julho – no Brasil, o Pokémon Go, jogo de realidade aumentada para smartphones, chegou em 3 de agosto. O sucesso vem da mistura de jogo e realidade. Na tela do smartphone, os pokemaníacos veem o mundo real, como na câmera do seu celular, mas habitado por monstrinho do Pokémon.

Crianças, adolescentes ou adultos, o jogo está fazendo as cabeças dos aficionados por games. Porém, o aplicativo que pede para que os jogadores se desloquem fisicamente para capturar os monstrinhos pode trazer benefícios e malefícios à saúde. A psicóloga Anna Lívia, do Hapvida Saúde, destaca os pontos positivos e negativos de se tornar um “caçador” de Pokémons. “Por um lado, o jogo pode ajudar no aprendizado, combater o ócio e aumentar a interação social, mas, por outro, pode prejudicar a visão, causar vício e, principalmente, acidentes decorrentes da falta de atenção que o Pokémon Go provoca”, salienta ela.

Confira a seguir a entrevista da especialista:

Quais os pontos positivos do jogo Pokémon Go?
Os jogos como Pokémon Go são excelentes para distrair a mente, ocupar o tempo livre e melhorar a memória e concentração. No entanto, para alcançar esse objetivo é importante não passar mais de duas horas por dia jogando, para evitar os danos que este tipo de jogo também pode causar à saúde.

E de que forma ele pode ser prejudicial?
Pokémon Go é um jogo que combina o mundo real com virtual. Mas para capturar os pequenos bichinhos, pode ser necessário enfrentar situações de risco como ter que atravessar ruas ou se colocar em locais pouco povoados, o que pode não ser seguro na vida real, havendo o risco de quedas ou assaltos, por exemplo.

O jogo Pokémon Go favorece o aprendizado?
É um bom estímulo para o cérebro, sendo útil para acelerar as conexões nervosas e facilitar o aprendizado. Além disso, este tipo de jogo eletrônico favorece o planejamento estratégico, pensamentos lógicos e tomada de decisões no mundo virtual que podem ter reflexo também na vida real.

Ele é importante também para combater o ócio?
Este tipo de jogo ainda tem o benefício de manter a pessoa ocupada tanto física como mentalmente, o que pode ser benéfico para ultrapassar barreiras emocionais e para evitar ficar obcecado com o mesmo pensamento repetidamente, que pode até mesmo atrapalhar a vida da pessoa. Ao caminhar, estimula também uma atividade física, ajudando a combater o sedentarismo.

Muito se fala no isolamento das pessoas em meio a esse mundo virtual em que vivemos. O Pokémon Go pode ajudar na interação social?
Há um aumento no número de grupos que se juntam em locais públicos para caçar pokémons. Nestes grupos as pessoas, podem conversar entre si para trocar dicas de jogo e, assim, desenvolver novas amizades.

O jogador precisa ficar concentrado na tela do celular. Isso pode ter consequências física e muscular?
Como é preciso ficar olhando para a tela do celular enquanto anda, há maior risco de desenvolver má postura, valendo salientar que pode surgir intensa dor na região do pescoço e também no meio das costas.

Muito tem se falando em acidentes envolvendo jogadores de Pokémon Go, até com mortes. A falta de atenção é um dos principais problemas desse jogo?
O jogo requer um maior nível de concentração na tela do celular e, dessa forma, fica mais difícil estar atento ao que se passa ao redor, aumentando o risco de quedas ou atropelamentos. Além disso, como é necessário caminhar, muitas pessoas estão optando por jogar enquanto dirigem, o que pode levar a acidentes de trânsito sérios.

É possível afirmar que há riscos também para a visão?
A proximidade da tela e dos olhos força a visão numa só direção, o que acaba sendo prejudicial à vista porque aos poucos se pode ir perdendo a visão periférica e também ao longe.

Existe risco de o jogador ficar viciado?
Por proporcionar prazer e a possibilidade de fuga da realidade, existe também o risco de ficar viciado no jogo e de ficar adiando atividades e decisões relacionadas à vida real. Como o cérebro gosta do tipo de reforço positivo, a cada etapa do jogo, a pessoa passa a preferir ficar horas jogando e sendo bem-sucedido virtualmente do que estudar ou trabalhar, especialmente se ela não estiver contente com estas atividades.

Quais os outros aspectos negativos de jogos como o Pokémon Go?
Outros aspectos negativos dos jogos eletrônicos são a diminuição do tempo máximo de atenção, favorecimento do comportamento antissocial e além disso, pode haver o risco de confusão entre realidade e mundo virtual, o que acaba favorecendo a depressão em crianças, adolescentes e jovens. Para aproveitar todos os benefícios que este tipo de jogo traz, sem os prejuízos que podem ser provocados, é preciso ter cuidado, e reforçando, não passar mais de duas horas por dia jogando, mas sim em momentos intercalados e estar sempre atento a sua segurança física, mental e emocional. Conversar com os colegas de sala de aula, do trabalho e com a família também pode ser útil para descobrir se você está adquirindo um vício, se está colocando sua vida em perigo ou se houve alguma mudança no comportamento depois de iniciada a “caça” aos Pokémons.

 


Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui


Você já leu a edição deste mês do Jornal O Legado? Clique aqui para ler

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto de Caroline Devidé e Treicy Keller. Fonte: Anna Lívia – psicóloga no Hapvida - www.hapvida.com.br - Setembro 2016

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo