Corpo e Mente
Ventosaterapia

Ventosaterapia

Parte 2



拔罐疗法 bá guàn liáo fa



Na edição anterior apresentei de forma ampla a Ventosaterapia, destacadamente em relação à grande fama que esta modalidade terapêutica ganhou recentemente por conta das marcas das ventosas em diversos atletas.


Antes de prosseguir é importante destacar que no decorrer da história diferentes culturas e povos também se utilizaram de métodos de sucção para o tratamento e prevenção de doenças, sem mesmo qualquer relação com as teorias e métodos oriundos da Medicina Chinesa.


No decorrer dos anos diversos termos foram empregados para a denominação da prática da ventosaterapia na China com destaque para:

角法 jiaofa      Ventosaterapia (nome mais antigo que significa literalmente técnica do chifre)

拔罐疗法 báguàn liáofa  Ventosaterapia

Mediante a aplicação histórica da ventosaterapia, diferentes profissionais foram percebendo e anotando as características da aplicação deste método terapêutico. Dentre as principais características:

*Amplas indicações;
*Rapidez e efetividade;
*Fácil aprendizado e aplicação;
*Custos reduzidos;
*Baixos efeitos adversos.

Desde os tempos mais antigos os praticantes de diferentes culturas e regiões perceberam as grandes possibilidades terapêuticas da prática da ventosaterapia, tanto que diz respeito ao tratamento de pessoas que já apresentavam diferentes alterações, como no caso de pessoas que desejavam se prevenir e evitar que seus corpos fossem acometidos por doenças.

Mediante a análise das características é possível traçar as principais funções da ventosaterapia, como analisaremos a seguir.

Mas antes de iniciar com as funções, ao passo que se trata de um recurso da Medicina Chinesa, deve ser entendido que uma função primária a ser considerada sempre e que gera as demais funções e seus consequentes efeitos é: Mover o Qi

Aquecer e Dispersar o Frio

A ventosaterapia tem grande capacidade de aquecer diretamente o corpo do paciente e, consequentemente, os Canais e Colaterais (Jing Luo) além de fazer com que o Frio seja disperso, em conjunto com possíveis estagnações normalmente geradas por ele.    

Aquecer e Drenar os Canais e Colaterais
(Jing Luo)

Ao atrair mais Qi e Sangue para a região estimulada e, consequentemente, ativar os Canais e Colaterais (Jing Luo) a prática da ventosaterapia faz com que o Qi e o Sangue (Xue) tenham seus fluxos ativados e estimulados.

Aliviar Estagnações

A capacidade da ventosaterapia de gerar movimento, através da ativação da circulação de Qi e de Sangue (Xue), faz com que ela tenha a função de aliviar estagnações, bloqueios.

Remover a Estase de Sangue (Xue)

Ao estimular a circulação local e geral de Sangue (Xue), tem grande capacidade de resolver Estases de Sangue (Xue), como em casos de traumas localizados, ou ainda geradas por Frio, por exemplo.

Tonificar o Qi e nutrir o Sangue (Xue)

Ao mover o Qi de forma sua, a ventosaterapia gera também o fortalecimento deste Qi que passa a estimular e revigorar o Sangue (Xue) que volta a ser nutrido e pode desempenhar todas as funções regulares.

Dispersar Agentes Patogênicos

Ao fazer com o Qi e o Sangue (Xue) voltem a fluir livremente pelo corpo, com diferentes técnicas, com destaque para a aplicação deslizante com pressão forte, a ventosaterapia tem a capacidade de dispersar agentes patogênicos (Xie Qi) que estejam agredindo o corpo.

Promover a Saúde e Prevenir Doenças

Há milhares de anos os chineses perceberam que a prática da ventosaterapia é uma grande aliada para a manutenção e promoção da boa saúde, sendo indicada também para a prevenção de doenças, visto que o corpo pode manter um nível de imunidade aumentado.

Mover o Qi

Como observado praticamente toda as funções e efeitos da ventosaterapia derivam de sua capacidade de mover o Qi e neste sentido se faz necessário o bom entendimento da Teoria de Canais e Colaterais para que o máximo de efeito possa ser alcançado.

Deve ser reiterado que em sendo a ventosaterapia chinesa parte de um sistema médico completo e complexo, a Medicina Chinesa, ela está diretamente associada com as chamadas Teorias de Base da Medicina Chinesa e uma formação adequada em Medicina Chinesa, com destaque para o ramo da Acupuntura e Moxabustão, é muito importante para que o profissional possa obter o máximo de efeitos com a aplicação da Ventosaterapia além da simples noção de geração de pressão negativa.

Ps.: Parte deste material vem diretamente do próximo livro do autor: Ventosaterapia

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto e fotos colaboração de Dr. Reginaldo de Carvalho Silva Filho - Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia EBRAMEC - Professor Associado da Federação Mundial de Medicina Chinesa (WFCMS) - www.ebramec.com.br

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo