Corpo e Mente
A dor do coração, “dói” mais?

A dor do coração, “dói” mais?


E a evolução espiritual, como fica?



Sim, eu realmente acredito que as “dores do coração” são mais profundas, e quase sempre secretas. Por isto mesmo escrevi o livro, “Dores Ocultas”. Mas, nestes dias próximos do “Dia dos Namorados”, resolvi escrever aqui um pouco sobre isto.

Importante entender que estas chamadas “dores do coração” não se relacionam apenas com o relacionamento amoroso, seja ele qual for, em que nível, em que tipo de situação. São dores provocadas por várias causas, entre elas, é claro, as decepções, desilusões e traumas da vida afetiva/romântica/sexual. Aí então, o sofrimento pode mesmo ser intenso e às vezes, secreto, o que aumenta ainda mais a sua intensidade.

Mas, existem outros sentimentos ligados aos “problemas do coração”, como mágoas, frustrações, arrependimentos, culpas e auto-punições de todos os tipos, e por muitos motivos. Nem sempre enfrentamos com a coragem necessária uma frustração profissional profunda e aparentemente sem solução. Tampouco uma magoa porque uma grande amiga, ou um “grande amor” não nos procura mais, e nos sentimos então sozinhos, abandonados por toda a humanidade...

Sempre há de existir algum exagero daquela pessoa que sente esta tristeza, angustia e mágoa, dependendo do grau de sensibilidade que ela possui. Pessoas muito sensíveis realmente sofrem mais, sentem tudo de uma maneira mais intensa, até mesmo “desesperadora”.

Não existem remédios fáceis para estas situações psíquico-emocionais que enfrentamos. Elas acontecem exatamente para nos impulsionarem a uma grande evolução espiritual, vencer sentimentos destrutivos, mágoas que nos corroem a alma e “infernizam” nossas vidas até mesmo no seu dia-a-dia. Precisamos aceitar estas situações que de uma maneira ou de outra nos envolvem, parecem destruir, escurecer muito ou completamente a paisagem da alma e do coração. E bem nesta nossa paisagem interior, onde tudo deveria estar sempre, brilhando, irradiando, amor, alegria interior e infinita gratidão!

Mas de fato, não existem remédios fáceis para enfrentar com a maior tranqüilidade possível com compreensão e aceitação (sem sofrer tanto) os problemas que parecem partir (cortar) o coração. E que deixam uma sensação aguda de algo que não tem cura, desilusões que nunca se apagam, e vai por aí... A evolução espiritual pode sim e deve acontecer nesta fase especialmente. Lembrando então e tentando vivenciar da melhor maneira possível, que somos seres cósmicos, que viemos de uma dimensão espiritual divina, perfeita e sublime, para onde voltaremos um dia, quando estivermos realmente preparados.

Problemas sentimentais e sofrimentos provocados por relacionamentos amorosos, frustrações e magoas profundas e às vezes sem solução, tudo isto pode e deve conseguir nos impulsionar para uma outra visão da vida. E para uma busca muito mais responsável e disciplinada por um autêntico equilíbrio emocional, paz profunda, auto-conhecimento e auto-estima.

O caminho espiritual que estamos trilhando, vai se beneficiar cada vez mais com estas nossas pequenas, grandes, gigantescas vitórias pessoais ao enfrentar estas fases da existências. Ainda que não possam ser tão bem compartilhadas por outras pessoas, (tampouco compartilhadas por “aquela pessoa que nos causou tão grande desilusão e amargura”), vamos certamente aprender a viver a nossa solidão.

Vamos enriquecê-la dia após dia, batalha após batalha vencida, com uma força interior renovada e agora sim, preparada para viver e enfrentar dias difíceis na Terra. Este enriquecimento interior há de ser sempre a maior conquista. E nada, ninguém mais neste mundo aonde ainda estamos, nenhuma outra situação de sofrimento e dor, poderá tirar de nós o aprendizado conquistado. A sintonia com a Luz Divina, o Amor Maior e a Paz Profunda será cada vez maior e descobriremos então, o quanto estamos finalmente conseguindo viver, autenticamente felizes.



Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui


Você já leu a edição deste mês do Jornal O Legado? Clique aqui para ler


Quer ler a edição do mês passado? Clique aqui e leia gratuitamente.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto colaboração de Juliana Bueno - jornalista e escritora. Seus livros, “Uma Vida Bipolar” e “Dores Ocultas” e “Passageiros da Nave Terra” podem ser encontrados nas livrarias de sua cidade, ou pelo site: www.besouro.box.com.br – Junho 2018

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo