Corpo e Mente
A Ciência Ayurvédica VII

A Ciência Ayurvédica VII



Introdução

No capítulo VI introduzimos parte dos conceitos sobre Marmas ou pontos especiais, que - em geral - se encontram nos cruzamentos dos Meridianos ou Nadis ou mesmo em outras regiões, próximas às juntas, tendões, articulações, vísceras, órgãos, glândulas, escápulas, coluna, membros superiores e inferiores, pescoço, rosto, cabeça, ossos e tecidos do organismo. Brevemente, abordamos sobre a concreta possibilidade da ocorrência de bloqueios energéticos nos pontos de Marmas. O que - via de regra - causa alterações na estrutura física local. E, que isto, com o passar do tempo, pode ocasionar inchaços - de diferentes tamanhos - muito doloridos, alguns possíveis tipo de lesões ou até mesmo, converterem-se em algum tipo de doença específica.

Desenvolvimento

Todavia, para uma compreensão mais ampla sobre os Marmas, vamos detalhar os mesmos buscando dar uma visão mais clara sobre estes. Inclusive, tratando sobre suas funções. Um outro aspecto importante a ser colocado é o fato de que através do exame acurado dos pontos de marmas ou de suas possíveis alterações, pode-se traçar um diagnóstico específico e os possíveis tratamentos para determinadas doenças, desde procedimentos clínicos do Ayurvéda até auto tratamentos simples que podem ser desenvolvidos no dia-a-dia, seja para cura ou então para prevenção. Para uma compreensão melhor, podemos traçar uma analogia entre os pontos de Marmas e os pontos de Acupuntura. A existência de tais pontos sutis porém reais, mostra que existem campos de energias complexos que se desenvolvem internamente no organismo e que tem a capacidade de influir diretamente nas estruturas eletro-biológicas e fisiológicas através dos seus diferentes comportamentos.

Os pontos de Marmas, sua fisiologia e campos de ação

Os pontos de Marmas tem toda uma interação interna no organismo e também uma conexão direta com o mundo externo. E isto envolve desdobramentos complexos e delicados, quando consideramos o intrincado conjunto de energias que circulam nas estruturas internas do organismo e que estão em contato direto com as energias externas que transitam pelo mundo. Pontos de Marmas tem localizações, funções e atividades muito específicas. E por meio de procedimentos específicos nos mesmos é possível ativar-se regiões completas do organismo trazendo saúde às mesmas ou então, quando necessário, movimentar os excessos de energias bloqueadas nas mesmas. Mais que isto, os excessos de energias estagnadas em uma determinada região, podem ser redirecionadas para outras com um efeito benéfico à saúde. Tais energias quando movidas, seguem um fluxo normal através do Nadis ou Meridianos que existem nas estruturas internas do organismo.

Marma Vídya ou a ciência do conhecimento dos marmas

Existe uma área específica da Ciência Ayurvédica chamada Marma Vídya, e é neste campo de estudo que se encontram - em textos clássicos - todo o conhecimento acumulado ao longo de alguns milênios sobre a Ciência dos Marmas e seu amplo conhecimento sobre a eletro biologia e anatomia das pessoas. Há um mapeamento de tais pontos, do funcionamento dos mesmos, suas funções, quais áreas eles abrangem, como podem ser detectados ou identificados, como podem ser abordados ou mesmo tratados quando necessário se restaurar suas funções normais. Quando as forças ou diferentes energias estão em funcionamento harmônico nos pontos de Marmas e fluindo normalmente nos canais Nadis ou Meridianos, considera-se que estão em consonância com o seu fluxo de funcionamento normal. Os pontos de Marma podem ser também conhecidos como pontos de Varma. Importante frisar que sentimentos das mais diferentes naturezas também podem afetar diretamente os pontos de Marmas e seus fluxos de energias ou forças. Tais sentimentos, podem ser de caráter positivo, tais como o amor, a alegria, a felicidade, o contentamento, o entusiasmo. Ou então, podem ser de caráter negativo como a raiva, a ira, a tristeza, a angustia, a inveja, o ódio, o rancor. Portanto é da mais profunda importância estarmos atentos ao desenrolar de tais sentimentos e ao mesmo tempo, sabermos lidar com eles e na medida do possível buscarmos uma frequência ou um equilíbrio adequado para os mesmos. Conforme a ciência do Marma Vídya, inclusive buscando sempre manter o equilíbrio interior dos mesmos, independentemente das possíveis circunstâncias que possam envolver a vida ou o cotidiano da existência.

Marma Vídya e algumas das forças que movem as energias internas

Dentro da nomenclatura de estudo dos Marmas, há uma série de termos que ao longo do tempo foram desenvolvidos para podermos identificar os movimentos das mais diferentes formas de energias dentro do organismo em geral, tanto quando estas transitam através do Nadis ou Meridianos. Ou então, quando por um determinado motivo de mau funcionamento, ficam retidas, bloqueadas ou estagnadas em um ponto de Marma no organismo ou ainda, quando tal volume de bloqueio aumenta em um bolsão de Marma. Seja este de pequena, média ou grande dimensão ou proporção. Os primeiros destes termos estão classificados em cinco estruturas ou mesmo ares - com funções distintas - que vamos enunciar a seguir:

1º) Onukya Prana ou então Onukya Prana Vayu - sua área de atuação central é a área da cabeça e os pontos de Marmas ali localizados. Esta estrutura tem ligação direta com as cinco subseções do Sistema Nervoso.
O mesmo determina - quando em seu funcionamento normal - todo o fluxo de nutrientes que geram energia saudável e combustível para o organismo e em especial para o cérebro. Tal energia é subtraída do ar, dos alimentos, porém, também dos sentimentos e percepções.

2º) Apana ou então Apana Vayu - sua área de atuação central é a área do abdome, pernas e pés e os pontos de Marma ali localizados, é responsável pelo movimento descendente das energias. Esta estrutura tem também ligação com a estrutura óssea do organismo.
O mesmo determina - quando em seu funcionamento normal - todo o fluxo de liberação de líquidos do organismo, por exemplo, urina, líquido menstrual e fezes, entre outros. E tem ainda relação com os movimentos do intestino grosso e suas funções.

3º) Samana ou então Samana Vayu - sua área de atuação central é a área dos órgãos digestivos e do umbigo e os pontos de marma ali localizados e, é responsável pelo movimento interior em geral das energias. Esta estrutura tem também ligação com o sistema do fluxo venosos do sangue e da eletro-contração neuronal dos membros. Também serve como suporte para a ingestão e digestão dos alimentos. E tem ainda relação com os tecidos gordurosos.  

4º) Udana ou então Udana Vayu - sua área de atuação central é a área do pescoço e os pontos de Marmas ali localizados e, é responsável pelo movimento ascendente das energias. Esta estrutura tem também ligação com a estrutura neuromuscular. 

O mesmo determina - quando em seu funcionamento normal - todo o fluxo dos desejos, dos esforços em geral, da expiração e da fala.

5º) Vyana ou então Vyana Vayu - sua área de atuação central é a área do peito, braços e mãos e os pontos de Marmas ali localizados e é, responsável pelo movimento exterior das energias. Esta estrutura tem também ligação com os neuro-ligamentos e suas distintas conexões inclusive nos membros. 

O mesmo determina - quando em seu funcionamento normal - todo o fluxo arterial do sangue em seus mais distintos desdobramentos.

Pré conclusão

Neste capítulo buscamos mostrar mais algumas estruturas centrais da Ciência Ayurvédica, a área de atuação e o funcionamento das mesmas. E nos capítulos seguintes continuaremos a detalhar outros aspectos inerentes à esta. Abordar uma ciência oriental milenar não é tão simples e nem tão fácil, já que a mesma engloba uma visão de mundo bem diferente da visão de mundo ocidental. E mesmo seus conteúdos são complexos. Todavia, a cada capítulo iremos – passo-a-passo - mostrando toda esta outra base do conhecimento.

Referências:
Charaka Samhita - Sushruta Samhita - Ashtanga Samhita - Ashtanga Hridaya

 

Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui

 

Você já leu a edição deste mês do Jornal O Legado Corpo e Mente? Clique aqui para ler
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Quer ler a edição do mês passado? Clique aqui e leia gratuitamente.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Texto colaboração de Claudio Duarte - Doutor em Yóga, Delhi/Índia - Fundador da Universidade Aberta de Yóga - Unesco member / PACY member - (11) 3288-8860 - Jornal O Legado - Julho 2018

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo