Corpo e Mente
Jesus, o Terapeuta - Você é um terapeuta?

Jesus, o Terapeuta - Você é um terapeuta?

Sempre que alguém procura nossa escola para tornar-se (ou reconhecer que já é) um terapeuta, insisto em informar o caráter ecológico, ético e libertário dessa escolha. Também aponto, a quem tem Jesus como Mestre, que este é o convite do seu Mestre: seja um curador energético de corpo e alma. Jesus era um terapeuta e te convida sempre a compartilhar deste ideal. Digo que não só esse Mestre curava. A maior parte dos iluminados, vivos ou não, são terapeutas.A palavra terapeuta, de origem grega, indica pessoas que curavam (geralmente com as mãos) em uma abordagem holística, total e integral. Terapeuta significa saber e cuidar. Saber de si mesmo e cuidar do planeta e do próximo. Ser ou ter paciente é levar paz ao doente; daí o nome paz-ciente. Pode haver missão mais bela, encantadora e inegavelmente importante do que essa? Levar paz ao mundo (você leva?).
“E quando andares por terras estranhas cure os que estiverem feridos, pois o mal não é o que entra e sim o que sai da boca do homem” (Jesus de Nazaré).
Os terapeutas, desde milênios, além de levarem a paz, tinham um contato profundo com o paciente e estimulavam a sua própria capacidade de cura. Eram atenciosos, carinhosos e, como você, se dedicavam a isso.
Jesus era um rabino e foi iniciado na seita judaica dos Essênios, conhecidíssimos como extraordinários terapeutas e um povo que incansavelmente buscava justiça no mundo.
Em hebraico, língua utilizada pelos essênios, a palavra cura é teraf (mesma raiz de terapeuta), a qual significa soltar os nós, abrir, deixar aberto o “pazciente”, aquele que busca estar consciente da paz.
Jesus não só foi um dos maiores e mais conhecidos terapeutas curadores, como abria a confiança na cura: “É você quem está se curando”. Apontava na direção de levarmos o amor a todos: “Ama teu próximo como a ti mesmo”.
Tenho insistido muito que, aquele que tem vocação de ser um terapeuta como você, seja total nisso. Tenha a sua dignidade e decência, e faça isso de forma competente.
Não invente desculpas e mentiras medíocres para desistir e torne-se um fabuloso terapeuta. Invista seu tempo e energia nisso.
Como alguém pode desistir de sua vocação, se vender por uns trocadinhos e deixar seu sonho profissional?
Todos no universo são o que são: você nunca verá uma zebra querer ser um leão.
Só o ser humano (não todos) são falsos e mentirosos.
Eu prefiro morrer de fome a morrer de tédio.
Inicialmente os Terapeutas de Alexandria cuidavam do corpo. Nos Evangelhos muitas questões são colocadas sobre este momento da imposição das mãos. A importância da mão através do tocar, através da simples imposição, deixando passar através dela a energia da cura. Jesus é um terapeuta que tem mãos e pede a seus discípulos que imponham as mãos sobre os doentes. Na tradição dos Antigos há um texto que também é encontrado no Evangelho de Tomé, o qual nos diz que temos uma mão na nossa mão. E esta é uma palavra da qual precisamos nos lembrar quando acompanhamos um doente. Porque temos a nossa mão, com o seu conhecimento e a sua competência, mas através dessa mão flui a grande mão da vida.
Jesus cuidava também dos doentes através de sua saliva. Há muitas abordagens interessantes sobre a saliva e eu gostaria de saber se alguém já refletiu sobre esta questão, pois ela me interessa muito. Os animais tratam através da saliva. Eles morrem se lhes tiram a cria e, algumas vezes, apenas com suas lambidas operam pequenos milagres. Jesus toma sua saliva, mistura-a a lama e coloca-a sobre os olhos dos cegos. Este não é somente um belo símbolo deste sopro, desta energia misturada à lama, que vai curar o cego e dar a ele a visão de tudo o que existe. Há também uma abordagem física que é necessário ser aprofundada.
Jesus trata os doentes com suas mãos, com sua saliva e também com suas lágrimas. Entre os últimos conselhos que dá a seus discípulos, lhes diz para impor as mãos aos doentes e mergulhá-los na água. O termo “batismo”, baptisma em grego, quer dizer mergulhar na água. A qual água Ele se refere? Há uma água que purifica e limpa o corpo, mas há também a água das lágrimas que purifica e limpa o corpo em seu interior. Vemos aqui um belo encontro entre a Tradição e as ciências contemporâneas. Symeon o Novo, que é um grande teólogo e um monge ortodoxo, diz que, se você foi batizado na água e não foi batizado em suas lágrimas, o batismo de nada valeu. O batismo pelas lágrimas significa ser mergulhado no elemento líquido do nosso ser.
Foram feitas pesquisas recentes sobre as lágrimas. Em cada uma delas existe como que uma condensação do nosso estado físico e do nosso estado psíquico. No momento em que deixamos as lágrimas correrem, os nós se dissolvem. Acredito que também haja algo interessante sobre a tradição das lágrimas. Não se trata, é claro, de choramingar, mas de transformar o nosso coração de pedra em coração de carne. Jesus ensina à Samaritana a observar este rio de água viva que corre de seu seio. Esta não é somente uma bela metáfora, é também uma experiência a ser vivida.
Esta experiência das lágrimas pode se reportar tanto a um acontecimento triste e doloroso quanto a uma maravilhosa alegria, por exemplo - como dizia Pascal -, quando as lágrimas provêm de um momento de admiração e de beleza. Os Antigos dizem que estas lágrimas nos lavam de nossas memórias e eu creio que isto é verdadeiro porque todo o nosso sofrimento está inscrito em nosso corpo. As lágrimas têm, pois, uma função de purificação e de limpeza. Este batismo de lágrimas é uma prática terapêutica que Jesus conhecia bem.
Quando Jesus despertava, naqueles que encontrava, o coração de pedra, ou um coração fechado pelo medo e pela recusa, este coração se liquefazia no amor. Por isso dizemos que Jesus era um Terapeuta no sentido físico do termo.
Jesus era também um Terapeuta da alma e da psique. Ele transformava as pessoas em seres capazes de perdão. Perdoar é parar de identificar o outro com as conseqüências negativas de seus atos e parar de nos identificar com as conseqüências negativas de nossos atos. Esta é a própria função do terapeuta. Diante de alguém que está fechado em suas memórias e fechado no encadeamento de causas e efeitos de seus atos, é preciso recolocá-lo em marcha na direção da vida.
Esta é uma bela tradição das bem-aventuranças e, em hebraico, pode-se traduzir bem-aventurado por “Em Marcha!”, como tão bem o fez André Chouraqui.
“Em marcha os humilhados do Sopro!...”.
Em marcha os humildes!...
Em marcha os famintos e sedentos de justiça!.
O ensinamento de Cristo é um convite à caminhada, a ir mais longe, a não se fechar no destino da doença, no destino social. Trata-se, pois, de reabrir a nossa capacidade de ir mais longe.
Jesus é também terapeuta no sentido espiritual do termo, no momento em que ensina seus discípulos a orar. Orar não é recitar preces, mas entrar em relação e em intimidade com a própria fonte do seu ser.
Então Jesus mostrava-se Terapeuta ao ensinar que pela prece o homem podia religar-se à sua fonte. Sabe-se que muitos sofrimentos e doenças ocorrem porque o homem se sente cortado da fonte do seu ser, cortado do seu desejo essencial, cortado do desejo essencial da vida que corre através dele. Quando ele se religa a esta fonte, a cura pode ocorrer. Esta cura ocorre também na comunidade, cada um na religião que é a sua, através do provar de sua própria fonte.”
Bulwer Lytton escreveu:
“Não é porque as coisas são difíceis que nós não ousamos, é porque nós não ousamos que elas são difíceis”.

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4411-6380

Autoria

Colaboração: Otávio Leal (Dhyan Prem) diretor da Humaniversidade (11) 5055-2800

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo