Corpo e Mente
Rapidinhas
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
NOVO TELEFONE DO JORNAL O LEGADO (11) 4418-6150
O que (ou quem) tem que mudar?

O que (ou quem) tem que mudar?



O que a Astrologia tem a dizer sobre o momento crítico do Brasil e qual a parte de cada um



Só se fala de política no Brasil. Estamos num momento crítico, conturbado, enfrentando dificuldades políticas e econômicas, num contexto incerto e nebuloso.

Uma configuração tensa entre Júpiter, Netuno e Saturno, é uma das marcas principais desse cenário. De um lado, temos Júpiter (até maio retrógrado) em Virgem (até setembro). Do outro, temos Netuno em Peixes. Ambos numa oposição, uma espécie de cabo de guerra astrológico. E quem mede a força entre eles é Saturno, que está em Sagitário, signo regido por Júpiter, que está envolvido nessa tensão, num signo de seu exílio.

Questões éticas, políticas e ideológicas conturbadas e questionadas, julgamentos polêmicos e extremismos em termos de opiniões são parte dos temas do momento. No caso do Brasil, esses aspectos influenciam diretamente, uma vez que Saturno, o chamado ponto focal do aspecto, está transitando pela casa 10 do mapa do Brasil, a casa do governo, o topo do mapa. Por onde passa, Saturno costuma fazer uma boa auditoria, mostrando que está ou não funcionando. Ele cobra, pressiona, aperta. E também endurece.

Enquanto Saturno transita por ali, também faz uma tensão chamada quadratura para o Sol do Brasil, que indica o governante (entre outros assuntos). Fará, ainda, uma oposição à Lua do Brasil, regente do povo brasileiro. No caso do Brasil, vale lembrar que o Sol está numa casa que rege a economia e a Lua na casa da oposição ao governo, indicando um período de vacas magras, de contenção e de cobranças e dificuldades para todos: governo, oposição, povo brasileiro, economia, etc. Ou seja, não é um momento fácil e a tensão deve permanecer por todo ano de 2016.

Porém, há muita confusão no ar. Falta informação ou, talvez, tenha um excesso de informação, deixando um clima confuso e trazendo muita polarização. Parece que o povo brasileiro está dividido, cada um defendendo seu ponto de vista e atacando opiniões contrárias com agressividade e intolerância. Porém, se pensarmos que a cruz mutável está sendo ativada com planetas em 3 dos 4 signos – Virgem, Sagitário e Peixes, e que falta planeta em Gêmeos, podemos pensar que esse pode ser um caminho possível.

Talvez a solução seja uma busca por mais diálogo e informações mais consistentes. Talvez o caminho seja perceber que cada um olha do seu ponto de vista, de um determinado lugar, e que enquanto cada um estiver encarando tudo dessa forma, não encontraremos uma solução verdadeiramente positiva.

Outra coisa: muito tem se questionado sobre ética, honestidade, integridade. De um lado, pessoas querendo justiça e condenação do governo e figuras importantes na política a qualquer custo. De outro, os que questionam os métodos, a forma como se está sendo feita essa justiça, em críticas inclusive ao julgamento e seus processos. É tudo assunto de Saturno em Sagitário e Júpiter em Virgem. E com a falta de um olhar mais complexo e dialógico, que talvez fosse representado pelo signo de gêmeos. Além disso, se fala sobre a falta de ética lá em cima, mas pouco se olha para a falta de ética cotidiana, do dia-a-dia, representada por esse Júpiter retrógrado em Virgem. O Brasil, com sua Lua (representante do povo) conjunta a Júpiter em Gêmeos é famoso pelo jeitinho brasileiro.

Nesse momento, valeria uma mão na consciência para que cada um se perguntasse se não é hora de mudar sua postura. De certa forma, o governo é um reflexo do povo. Se há desonestidade e corrupção em larga escala lá em cima, é porque existe isso também aqui embaixo, independentemente do nível, da profundidade. Mas, no fim, são as mesmas coisas. Sonegar impostos, dar um jeitinho pra tudo, furar fila, trair a esposa, explorar empregados e tantas outras coisas são pequenas ou grandes faltas de ética cotidianas com as quais lidamos o tempo todo. Enfim, é um momento para mudar do micro para o macro, assim como do macro para o micro. E é um momento para diminuir a polarização, a visão maniqueísta da vida, entender que não existe bem e mal, mocinho e bandido, vilão e herói. Está tudo ligado e ao passo que um compreende o lado do outro e que todos se envolvem positivamente numa mudança, das pequenas às grandes coisas, fica muito mais fácil mudar.  



Participe do grupo do Jornal O Legado no Facebook - clique aqui

© É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio, total ou parcial © Copyright 1992 a 2018
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para sua empresa.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As informações publicadas, nos sites/portais, são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da
 IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda. (11) 4418-6150

Autoria

Texto de: Titi Vidal - Astróloga - (11) 3255-5068 - Abril 2016

Artigos Relacionados

Contato

+55 11 4411-6380

Formulário de contato

Marketing
Corpo e Mente
  • Promovendo o
  • bem estar
  • para todos
Informativo